Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

João Soares destaca a coragem e a audácia de Jorge Sampaio

10 set, 2021 - 09:50 • Fátima Casanova , Olímpia Mairos

O socialista lembra que, ao conquistar a Câmara de Lisboa para a esquerda, Jorge Sampaio protagonizou um “combate absolutamente pioneiro na vida política do país”.

A+ / A-

Na reação à morte de Jorge Sampaio esta sexta-feira, João Soares mostra-se comovido e destaca a coragem e a audácia do ex-Presidente da República.

“Recebi com imensa tristeza a notícia, não totalmente inesperada, porque a situação de saúde era muito complicada nos últimos tempos, da morte do Dr. Jorge Sampaio e deixo aqui o testemunho comovido de respeito pela sua memória”, diz à Renascença.

O socialista que foi o número dois da Câmara de Lisboa quando Sampaio liderou a autarquia, afirma ter tido a felicidade de “ao longo da vida” ter tido a oportunidade de “viver momentos ao seu lado”, destacando os tempos em que “a esquerda conquistou, unida pela primeira vez, a Câmara de Lisboa à direita com ele como principal protagonista”.

“Fui o número dois nessa solução do lado do partido socialista e tive também grandes camaradas comunistas e de outras forças políticas de esquerda e deixo aqui também esse testemunho do que foi a coragem e a audácia de Jorge Sampaio quando protagonizou esse combate que foi absolutamente pioneiro na nossa vida política depois do 25 de abril”, recorda João Soares.

Jorge Sampaio morreu esta sexta-feira.

O ex-presidente da República tinha 81 anos e estava internado no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide na sequência de dificuldades respiratórias.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+