Tempo
|
A+ / A-

Penafiel. Homem detido por violência doméstica tinha várias armas em casa

09 set, 2021 - 08:20 • Lusa

O detido, de 48 anos, injuriava e ameaçava de morte a ex-companheira, na presença dos cinco filhos.

A+ / A-

O Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) da GNR de Penafiel deteve um homem por violência doméstica e apreendeu-lhe diversas armas.

Entre o material estava uma réplica de arma de fogo, uma arma de alarme de calibre 6 mm, um carregador de pistola de calibre 8 mm, uma munição de alarme de calibre 8 mm, uma arma elétrica (taser), uma catana e um bastão em madeira.

Segundo o comunicado, o suspeito exercia violência psicológica contra a vítima, sua ex-companheira, de 45 anos, através de injúrias e ameaças de morte, na presença dos cinco filhos.

No decorrer da investigação, segundo a GNR, foi ainda possível apurar-se que "o agressor, não conformado com o final do relacionamento, terá começado a aproveitar as visitas parentais para infligir maus-tratos à vítima".

"Foi possível apurar-se ainda que vigiava a vítima e a sua residência durante a madrugada, batendo reiteradamente à sua porta, a fim de perturbar o seu sono e dos seus filhos", acrescenta.

Tendo em conta "o escalar da violência e da gravidade dos factos", foi dado cumprimento a um mandado de detenção, tendo ainda sido realizada uma busca domiciliária e uma outra em veículo que culminaram na apreensão das armas.

O detido, de 48 anos, foi presente na quarta-feira a primeiro interrogatório no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, tendo ficado sujeito às medidas de coação de proibição de contacto, por qualquer forma ou meio, com a vítima e os filhos e proibição de se aproximar da habitação e do local de trabalho da vítima, num raio 500 metros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+