Tempo
|
A+ / A-

"Muito feliz". Pequeno Noah teve alta hospitalar

21 jun, 2021 - 14:53 • Redação

A criança de dois anos e meio "está clinicamente bem para ter alta" e no domingo e sábado "brincou e nunca esteve deitado", disse aos jornalistas Maria Eugénia André, diretora clínica do Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco.

A+ / A-

O menino Noah, que esteve desaparecido durante 36 horas em Proença-a-Velha, recebeu alta hospitalar esta segunda-feira.

A criança de dois anos e meio "está clinicamente bem para ter alta" e no domingo e sábado "brincou e nunca esteve deitado", disse aos jornalistas Maria Eugénia André, diretora clínica do Hospital Amato Lusitano, em Castelo Branco.

"Pensava que só poderia sair amanhã, mas como hoje estava tudo bem, decidimos dar alta já hoje. As escoriações são tão superficiais que não requerem qualquer acompanhamento médico. Não tinham perigo. Basta fazer hidratação da pele e fica apenas com umas cicatrizes", disse a médica.

"Uma equipa multidisciplinar, com pediatra, assistente social e psicólogas reuniram hoje com os pais e o planeamento da alta foi feito", disse.

Segundo a diretora clínica, "nos períodos em que não esteve a fazer soro e a dormitar, a criança andou pela enfermaria, efetuou jogos, brincou e comportou-se de forma muito normal e muito feliz".

Noah desapareceu na quarta-feira e foi encontrado quinta-feira ao início da noite. Maria Eugénia André explica que a decisão de manter o menino de dois anos internado durante o fim de semana foi da equipa médica.

"Na sexta-feira e no sábado, sabíamos que a criança estava livre de perigo, mas queríamos fazer o primeiro acompanhamento da área psicológica e social ainda em internamento", refere a diretora clínica.

Os pais têm a consciência que têm de ter acompanhamento, porque o stress foi elevado, sublinha, e esta segunda-feira tiveram uma consulta, adianta Maria Eugénia André.

A criança "já leva todas as suas consultas para o acompanhamento futuro" e tem um ótimo relacionamento com os pais e a irmã, assinala a diretora clínica.

[notícia atualizada às 16h21]

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+