Tempo
|
A+ / A-

Migrações

Ala sul da prisão de Caxias poderá receber migrantes em situação ilegal

02 jun, 2021 - 21:50 • Redação

Hipótese está, ainda, em fase de estudo e, caso se concretize, Caxias será usada apenas para alojar migrantes que tenham chegado de forma ilegal e que já tenham sido presentes a juiz para eventual ordem de expulsão.

A+ / A-

O Governo está a estudar a utilização de uma ala da prisão de Caxias para instalar um centro de acolhimento de refugiados ou migrantes que cheguem a Portugal em situação de emergência.

Esta quarta-feira, no Parlamento, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, mencionou um “conjunto de soluções alternativas” para acolher imigrantes em situação ilegal, que incluem “a ala sul de Caxias”.

As outras possibilidades passam por “um segundo centro de acolhimento em São João da Talha e que foi financiado pelo Fundo de Apoio aos Migrantes (FAMI) e temos, também, soluções que estão a ser desenvolvidas (…) no Algarve em Vila Real de Santo António e em Alcoutim”.

Ao que Renascença apurou, a hipótese Caxias ainda está em estudo e, caso se concretize, será usada apenas para alojar migrantes que tenham chegado de forma ilegal e que já tenham sido presentes a juiz para eventual ordem de expulsão.

Fonte do gabinete de Eduardo Cabrita refere que a ala em questão não está em uso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+