Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Explicador

Quando arranca a segunda fase da vacinação contra a Covid-19?

12 abr, 2021 - 08:35 • Anabela Góis , Sofia Freitas Moreira

As questões à volta da vacina da Astrazeneca obrigaram a um ajustamento do plano, não se sabendo ao certo quando arranca a segunda fase da vacinação em Portugal. A Renascença resumiu o que se sabe, até agora, sobre a segunda parte do plano de imunização do país contra a Covid-19.

A+ / A-

Veja também:


Estava previsto que esta segunda-feira começasse a segunda fase da vacinação contra a Covid-19 em Portugal. No entanto, as questões à volta da vacina da Astrazeneca obrigaram a um ajustamento do plano.

Na semana passada, as autoridades de saúde decidiram que esta vacina será administrada apenas a quem tem mais de 60 anos, atrasando o processo de vacinação dos professores e funcionários das escolas. Espera-se que, no próximo fim de semana, a vacinação dos docentes e não docentes será retomada, mas com outas vacinas.

O arranque da segunda fase da vacinação continua marcado para esta semana, mas não se sabe ao certo em que dia.

Está prevista uma conferência de imprensa das autoridades de saúde para a próxima quarta-feira, para explicarem de que forma é que o plano de vacinação vai decorrer a partir de agora.

Na página oficial da Direção Geral da Saúde não há ainda qualquer alteração. A segunda fase da vacinação contra a Covid-19 continua prevista para abril, mas sem dia definido.

O anúncio do início da segunda fase do plano tinha sido feito pelo responsável da task force da vacinação, o vice-almirante Gouveia e Melo, em entrevista à Renascença e ao jornal Público, antes das mudanças forçadas pela vacina da AstraZeneca.

O que muda nesta segunda fase de vacinação?

De acordo com o que está previsto no plano, vão começar a ser chamadas as pessoas entre os 70 e os 79 anos, uma vez que a grande maioria das que têm 80 ou mais, em princípio, já estão vacinadas.

Seguem-se as pessoas entre os 65 e os 69 anos, que é o que já está a acontecer nalguns locais. Mesmo sem indicação oficial por parte da DGS, alguns centros de saúde anteciparam-se.

Em Lisboa, por exemplo, a coordenadora da vacinação em massa no centro instalado na cidade universitária confirma que já deu início à segunda fase e que o critério da idade está a ser usado desde a semana passada, com a convocação de pessoas com 79 anos e menos.

Regulador europeu confirma: Vantagens da vacina da AstraZeneca superam reações adversas
Regulador europeu confirma: Vantagens da vacina da AstraZeneca superam reações adversas

Quem tem doenças deixa de ter prioridade na vacinação?

Não. Há algumas patologias que continuam a justificar prioridade na vacinação.

Nesta segunda fase, são consideradas prioritárias as pessoas com mais de 50 anos que sofram de diabetes, cancro, doença renal crónica, insuficiência hepática, hipertensão e obesidade, sendo que o objetivo do coordenador do plano de vacinação é que todas as pessoas com mais de 60 anos tenham recebido pelo menos uma dose até à primeira semana de junho.

Há vacinas para pôr esta segunda fase em marcha?

A vacinação por idades só pode avançar se Portugal receber as vacinas previstas, ou, pelo menos, mais vacinas do que recebeu até aqui.

Para já, aguarda-se que comecem a chegar as vacinas da Janssen, as últimas a receber luz verde da Agência Europeia do Medicamento e que se distinguem das restantes três (Pfizer, AstraZeneca e Moderna) por ser de toma única e ter ainda a vantagem de poder ser conservada num frigorífico normal por 90 dias.

Neste mês de abril, está previsto que cheguem 86 mil vacinas da Janssen, sendo que, segundo o jornal Público, um primeiro lote de 35 mil é esperado na próxima quarta-feira. Até junho devem vir mais um milhão e 200 mil doses.

Nesta altura já foram administradas em Portugal mais de dois milhões de vacinas. 7% da população já recebeu as duas doses e 17,5% pelo menos uma dose, colocando o país ligeiramente à frente da média da União Europeia.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+