Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Operação Marquês: PGR compreende "perplexidade" sobre decisão instrutória

12 abr, 2021 - 13:02 • Lusa

Lucília Gago sublinha que a decisão do juiz Ivo Rosa "não é definitiva" e que o Ministério Público já anunciou que vai interpor recurso.

A+ / A-

A procuradora-geral da República, Lucília Gago, admite compreender "alguma perplexidade" manifestada por vários setores da sociedade a propósito da decisão instrutória da Operação Marquês, que deixou cair a maioria dos crimes imputados pelo Ministério Púbico (MP).

"Compreendo alguma perplexidade já manifestada por alguns setores da nossa sociedade", afirmou Lucília Gago, à margem da apresentação de um relatório da Europol na Polícia Judiciaria, em Lisboa.

A responsável insistiu que a decisão de sexta-feira do juiz Ivo Rosa "não é definitiva" e que o MP já anunciou que vai interpor recurso.

De acordo com a procuradora-geral da República, esta poderá ser a oportunidade "para refletir e aprofundar certos temas que estão em cima da mesa".

No encontro, questionada sobre esta decisão instrutória, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunen, limitou-se a recordar a separação de poderes, afirmando: "As decisões judiciais têm de ser trabalhadas nos tribunais e revogadas pelos tribunais".

Farpas à acusação e muitas ilibações. O que disse (e decidiu) o juiz Ivo Rosa sobre a Operação Marquês
Farpas à acusação e muitas ilibações. O que disse (e decidiu) o juiz Ivo Rosa sobre a Operação Marquês
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+