Tempo
|
A+ / A-

Covid-19

Seixal. GNR acabou com festa ilegal onde estavam 300 pessoas

06 jul, 2020 - 13:48 • Redação

Festa tinha sido promovida nas redes sociais. São proibidos ajuntamentos de mais de 10 pessoas na Área Metropolitana de Lisboa.

A+ / A-

A Guarda Nacional Republicana (GNR) fez cessar, no sábado, uma festa privada com cerca de 300 pessoas, em infração às regras definidas pela Direção Geral da Saúde (DGS), na Quinta da Lobateira, no Seixal.

Em comunicado, emitido esta segunda-feira, a GNR revelou que enviou militares a uma moradia vedada após denúncia de que estaria a decorrer uma festa privada "com bastante ruído e com a presença de algumas centenas de pessoas".

"Foi possível constatar a presença de cerca de 300 pessoas, tendo-se procedido à identificação do responsável pelo evento, que foi informado da proibição dos ajuntamentos superiores a dez pessoas, bem como aconselhado a cumprir as normas em vigor. A festa, (...) que havia sido promovida nas redes sociais, onde os participantes envergavam uma pulseira alusiva à mesma, foi terminada pela intervenção de militares", pode ler-se.

A GNR refere que as pessoas "acataram as indicações e terminaram a festa, ausentando-se do local". Ainda assim, foi elaborado um auto de contraordenação em infração às regras definidas pela DGS.

O Seixal faz parte da Área Metropolitana de Lisboa, que se encontra em estado de contingência. São proibidos ajuntamentos de mais de 10 pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    06 jul, 2020 Lisboa 14:35
    E vai haver mais algumas consequências para esses 300, ou limitaram-se a mandá-los para casa? é que se for assim e não houver consequências, não tardam a apanhá-los na "próxima festa"...

Destaques V+