A+ / A-

Caso Tancos. Juiz Carlos Alexandre questiona divulgação de respostas de António Costa

05 fev, 2020 - 19:01 • Lusa

Juiz de instrução refere que os autos se encontram em segredo de justiça externo e pede ao Ministério Público que se pronuncie.

A+ / A-

O juiz Carlos Alexandre, que dirige a fase de instrução do processo de Tancos, pediu esta quarta-feira ao Ministério Público (MP) para se pronunciar sobre a divulgação na página oficial do Governo do depoimento escrito do primeiro-ministro.

Num despacho desta tarde, Carlos Alexandre refere que os autos se encontram em segredo de justiça externo e que, depois de ter tido conhecimento de que foi publicado na página da presidência do Conselho de Ministros uma cópia das respostas do depoimento escrito de António Costa, que o tribunal recebeu na terça-feira, decidiu notificar o Ministério Público para se pronunciar sobre a divulgação.

O primeiro-ministro entendeu hoje proceder à divulgação pública integral das suas respostas às questões colocadas pelo juiz Carlos Alexandre depois de terem sido "postas a circular versões parciais do depoimento".

"Tendo sido postas a circular versões parciais do depoimento do primeiro-ministro como testemunha arrolada pelo professor doutor José Alberto Azeredo Lopes no chamado 'Caso de Tancos', entendeu o primeiro-ministro dever proceder à divulgação pública integral das respostas a todas as questões que lhe foram colocadas e que constam do depoimento já entregue ao Tribunal Central de Instrução Criminal, às 16h22 horas, do dia 4 de fevereiro de 2020", lê-se numa nota divulgada pelo gabinete do líder do executivo.

O primeiro-ministro respondeu por escrito, como testemunha arrolada pelo ex-ministro da Defesa e arguido Azeredo Lopes, às 100 perguntas formuladas pelo juiz que dirige a fase de instrução do processo sobre o furto e a recuperação das armas dos paióis de Tancos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 06 fev, 2020 18:39
    Se calhar gostava mais do Ivo Rosa que assim esse senhor, pelo vistos do seu agrado. E nesta altura estaríamos aqui a escutar as suas palmas . Pois meu caro senhor, mas haverá alguém de boa fé neste País que acredite que este senhor que tanto idolatra, não sabia de nada ? Basta regressarocha ao dia do roubo e ver todas as declarações desse senhor, do ministro da tutela, do chefe estado maior do general comandante do quartel e demais oficiais, polícia judiciária militar etc etc etc, para ver que o Sr nunca foi militar, não sabe o que diz e não passa de um fanático socialistoide, que todos os dias sonha com a hora em que vai ver o Sócrates e ciá cá fora. Acredito que até já tenha prometido duas dúzias de foguetes para festejar.
  • Americo Anastacio
    05 fev, 2020 Leiria 19:26
    O baixo nível deste primeiro-ministro.

Destaques V+