Tempo
|
A+ / A-

Pais da bebé Matilde já ajudaram 38 crianças com problemas de saúde

17 nov, 2019 - 20:08 • Redação

A menina, que nasceu com atrofia muscular espinal de tipo I, celebrou sete meses de vida no passado dia 12 e os médicos estão surpreendidos com a evolução.

A+ / A-

Os pais da bebé Matilde, que sofre de uma doença rara, dizem que o estado de saúde da menina está a evoluir bem e revelaram os nomes de 38 crianças que estão a ajudar com os cerca de dois milhões de euros angariados através de uma campanha de solidariedade.

A bebé Matilde, que nasceu com atrofia muscular espinal de tipo I, celebrou sete meses de vida no passado dia 12 e os médicos estão surpreendidos com a evolução.

“Dia 12 também foi dia de consultas, uma tarde cheia e cansantiva. A fisiatra observou-me junto com o médico que me viu quando estive internada da última vez, e ficou muito surpreendida com o meu desenvolvimento (o médico também), diz que estou muito mais ativa e atenta, já tenho reflexos e movimentos que não tinha e não tinham me visto fazer”, conta os pais através da rede social Facebook.

O caso da bebé Matilde desencadeou uma onda de solidariedade nacional, que permitiu aos pais angariarem o dinheiro necessário para o fármaco inovador zolgensma, o mais caro do mundo com o um custo a rondar os dois milhões de euros.

O tratamento inovador acabou por ser financiado pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a família garantiu que ia aproveitar o dinheiro da campanha solidária para ajudar outras crianças com problemas de saúde.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+