Tempo
|
A+ / A-

​Cinco feridos em incêndio na prisão de Alcoentre

29 jan, 2019 - 21:14

Recluso deitou fogo a um colchão dentro da cela.

A+ / A-

Um incêndio ao final da tarde desta terça-feira no Estabelecimento Prisional de Alcoentre, concelho da Azambuja, causou cinco feridos, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa.

"Recebemos o alerta às 19h02. Tratou-se de um incêndio na ala central do Estabelecimento Prisional de Alcoentre, no primeiro piso, que já foi extinto", disse fonte do CDOS, cerca das 20h00.

Segundo a mesma fonte, da ocorrência resultaram cinco vítimas, três guardas e dois reclusos, que foram assistidos no local.

Fonte da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais disse à Lusa que foi um recluso que começou um incêndio.

"Um recluso queimou um colchão dentro da cela, o que causou muito fumo. O recluso em causa e três guardas foram transportados ao hospital por inalação de fumo e o espaço está a ser ventilado", disse.

Segundo a mesma fonte, os guardas não sofreram queimaduras e o recluso tem uma pequena queimadura na mão, mas sem gravidade.

Estiveram no local 44 operacionais e 18 viaturas dos bombeiros de Alcoentre, Azambuja, Alenquer, Rio Maior e Cadaval, além do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+