Tempo
|
A+ / A-

Ministro da Defesa diz que convite da TVI a Mário Machado é atitude incendiária

04 jan, 2019 - 13:17

O ministro da Defesa compara a ida de Mário Machado à TVI a um crime de piromania. Também o Sindicato dos Jornalistas reagiu, considerando o ato "inqualificável" e anunciando queixas junta da Assembleia da República e da ERC.

A+ / A-

O ministro da Defesa criticou, esta sexta-feira, a presença de Mário Machado, líder do movimento de extrema direita Nova Ordem Social, num programa da TVI, comparando esta decisão às "de quem ateia incêndios".

"Vivemos tempos complexos e é preciso ter a noção que uma atitude destas por parte da estação em causa não é muito diferente de quem ateia incêndios pelo prazer de ver as labaredas", escreveu João Cravinho, num texto publicado ao final da manhã na sua conta do Twitter.

Mário Machado, condenado por envolvimento na morte de Alcino Monteiro, foi convidado no âmbito da rubrica "Diga de sua (In)Justiça", do programa "Você na TV", da TVI, que tinha como tema "Precisamos de um Novo Salazar?". A rubrica é da responsabilidade de Bruno Caetano, que a TVI identifica como repórter.

O ex-líder da Frente Nacional esteve preso dez anos, em cúmulo jurídico, por crimes como discriminação racial, coação agravada, posse ilegal de arma, danos e ofensa à integridade física qualificada.

“Em nosso nome não!”, protesta o Sindicato dos Jornalistas

Um dia depois de o programa ter sido emitido, o Sindicato dos Jornalistas anunciou que vai apresentar queixa contra a TVI junto da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) e da Assembleia da República.

Num comunicado intitulado "Em nosso nome não!", publicado hoje na página da Internet, o Sindicato dos Jornalistas considerou "inqualificável o tempo e o espaço concedido pelo canal de televisão TVI a Mário Machado, conhecido líder da extrema-direita, várias vezes condenado e preso por diversos crimes".

"Os programas "Você na TV!" e "SOS 24", nos canais TVI e TVI24, respetivamente, deram voz a um racista explícito e um salazarista assumido, que defende o regresso de Portugal à ditadura e a quem foi dada a oportunidade de se dedicar ao branqueamento histórico, em sinal aberto e para um grande público, com pouco ou nenhum contraditório", sublinha o SJ.

No atual contexto europeu, escreve o SJ, "é fundamental que o jornalismo se exerça em defesa da democracia, sem a qual a liberdade de expressão não existiria".

"Esse mesmo contexto, de crescimento da extrema-direita, do populismo e do nacionalismo, impõe que os jornalistas -- a título individual, mas também os órgãos de informação, suas direções e administrações -- reflitam sobre o papel que desempenham na eliminação do racismo, da xenofobia e da discriminação -- e, sobretudo, ajam em conformidade", lê-se no texto.

No entendimento do SJ, a opção da TVI foi "irresponsável" e, por isso, apela ao canal para que pare de usar indevidamente o termo "repórter", que só deve ser aplicado a quem é, efetivamente, jornalista com carteira profissional.

Na nota, o SJ sublinha também que o "entretenimento -- que, por vezes, serve de refúgio para contornar regras e violar princípios -- também tem de respeitar a Constituição da República Portuguesa".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • tomarense
    05 jan, 2019 tomar 18:24
    A tvi deve estar com audiências de nada para recorrer a escumalha desta para botar palavra. Caso para dizer que não ouvi, não tenciono ouvir, mas discordo!!!!!!
  • hugo cruz
    05 jan, 2019 lx 07:08
    E logo vindo do Goucha que era dos primeiros a lerpar caso os skins tomassem o poder...que asno!
  • Anónimo
    04 jan, 2019 23:27
    Ó António, Nikita e Filipe, vocês têm a lata de defender um assassino que já esteve preso durante muito tempo? Deviam ganhar vergonha! Escumalha é o que vocês são! Deviam ser investigados por defenderem assassinos!
  • Filipe
    04 jan, 2019 évora 17:48
    As pessoas pagam com a justiça de um Estado Direito as penas ou na prisão ou outras aplicadas . Ninguém depois das penas serem extintas ou cumpridas ou pagas de alguma forma , tem o Direito de impedir seja quem for de se mostrar ou então essa pessoa ou pessoas , são realmente gente que é mal instruída e de má formação cívica adora viver sempre acima das leis e subjugar o semelhante a um estado sempre de escravo e pagador . Demita-se Sr. Ministro , não faz falta a Portugal gente Anárquica .
  • nikita
    04 jan, 2019 Aveiro SUL 16:41
    O povo hoje é mais culto ,mais critico ,mais conhecedor do Mundo e não aceita censuras e encobrimento de realidades existentes em Portugal.Estes temores de certa pseudo elite demonstra bem o MEDO que têm de um confronto com não marxistas.Depois de tantos assaltos através dos impostos leis retroativas e de saque é natural que a balança dos votos comece a virar .Quem semeia ventos negativos colhe tb tempestades negativas.TVI está de parabéns ao mostrar a sua independencia ao politicamente correto que não é mais q pura hipocrisia. O fascismo totalitário de esquerda pode ser propangqueado todos as outras formas de politica e diferentes democracias não???TRUMP,Bolsonaro e Putin são extrema direita?Xi é simultaneamente extrema dta e esquerda?Maduro e Cuba as democracias elitistas e mais desenvolvidas tecnologicamente e com um super nível de vida?
  • fanã
    04 jan, 2019 aveiro 15:57
    LAMENTÁVEL.............que um canal televisivo sirva de palco para propagar ideologias fascistas , dar importância a opinião de criminosos "sejam eles quais forem" , como é este caso , serve de bom exemplo para que extremismos ganhem terreno e conquistem mentes frágeis !... Este canal , com atitudes destas , deve ser considerado caso para investigação e levado a tribunal por propaganda extremista , xenófoba e violenta !!!!!!
  • 04 jan, 2019 15:25
    Olha! O senhor ministro esta zangado"uma coisa e certa a tvi e espertalhona"nao acabou com o voce na tv ao passo que os parvalhoes da sic estao a perder terreno parados"nao e normal que em tao curto espaco de tempo ana marques"ande aos saltos sem saber onde pousar!
  • António
    04 jan, 2019 Alhos Verdes 14:46
    Afinal, onde anda a tal liberdade de expressão?? O 25 de abril só serviu para tirar da cadeia os opositores de Salazar??Está tudo bem enquanto dizemos bem da Sra Catarina?? Essa gente da extrema esquerda não descansará enquanto não instalar uma ditadura estalinista. Como dizia Álvaro Cunhal, "olhe que não, olhe que não!"

Destaques V+