A+ / A-

Carro roubado pelo homem mais procurado de Portugal encontrado em Vila Real

17 out, 2016 - 18:34

Viatura foi roubada domingo na zona de Arouca.

A+ / A-

Veja também:


A Polícia Judiciária (PJ) encontrou a viatura roubada no domingo por Pedro Dias, o suspeito dos crimes de Aguiar da Beira que está em fuga há seis dias, apurou a Renascença.

Fonte da PJ revela que o automóvel, um Opel Astra branco, foi encontrado esta segunda-feira à tarde na aldeia de Carro Queimado, nos arredores de Vila Real.

A viatura terá sido encontrada junto a um depósito de resina, próximo de uma estrada municipal e na entrada da aldeia, e já foi levada para as instalações da Polícia Judiciária, no centro da cidade de Vila Real.

Na localidade de Carro Queimado decorreram buscas. As forças de segurança entraram numa habitação que se encontra fechada e que pertence a emigrantes.

Recorreram ainda à ajuda de cães pisteiros nesta operação, mas, até ao momento, ainda não se sabe o paradeiro do duplo homicida de Aguiar da Beira.

Pedro Dias sequestrou no domingo um homem e uma mulher numa residência em Moldes, Arouca, no distrito de Aveiro, e roubou a viatura de um deles, pondo-se em fuga.

A PJ acredita que o homem mais procurado de Portugal está ferido e que a falta de alimento e as condições climatéricas estão conjugar-se para deixar Pedro Dias, de 41 anos, cada vez mais debilitado.

“É um individuo que estará ferido”, diz à Renascença o coordenador da PJ da Guarda, José Monteiro, que está directamente envolvido na investigação. O coordenador superior da Judiciária não adianta nem quando, nem como o suspeito foi atingido.

Um militar e um civil foram assassinados a tiro na madrugada do dia 11 de Outubro em Aguiar da Beira, no distrito da Guarda, onde também um outro militar e uma civil ficaram feridos com gravidade.

Já durante a tarde, na zona de Candal, um outro militar da GNR foi também ferido com uma arma de fogo.

[notícia actualizada às 19h36]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • miguel. simba
    23 out, 2016 angola provincia de. cabinda 20:15
    Este. Homen Perigozo
  • Há muita coisa
    18 out, 2016 Almada 21:06
    Antes de falar é preciso ver bem as coisas.Também há polícias que cometem crimes e depois são julgados. São todos perfeitos? Não.Segundo as pessoas o homem não era violento. Esteve em Salamanca ? E em Burgos? Afinal não.
  • Alexandra Ferreira
    18 out, 2016 Braga 13:30
    Tanta estupidez concentrada é obra!!!! Daqui a nada os maus da fita serão os elementos das forças da autoridade, ou pior as vitimas mortais deste dramático episódio! !! Espero que algumas das pessoas que se fartam de criticar as autoridades, pensem antes de falar. Caso contrário, daqui a nada estarão a transformar o fugitivo em mártir.
  • Fumarada
    18 out, 2016 trancoso 12:31
    Têm acusado o homem . Mas também é preciso ver bem como é que as coisas se passaram na realidade. Será que o procurado está inocente? Concordo com a Carla Borges.
  • Fracas estratégias
    18 out, 2016 Ribeira da pena 12:05
    Lembram-se quando Sócrates foi preso o aparato desnecessário que a polícia fez? Para que foi preciso aquilo ? Palhaçada. Com este é o mesmo.
  • A ineficácia
    18 out, 2016 Tortusendo 11:53
    Uma polícia que se quer representar como uma grande força . Só que nestes casos o resultado é ineficaz. É preciso dar-lhe algum tempo até que o próprio não dê conta de que é avistado. As televisões servem-se disto para fazerem um filme .
  • Carla borges
    18 out, 2016 Santa Comba dao 11:45
    E impossível tanta porcaria que sai na televisão....desde do princípio que as histórias nao bate certo...eu acredito que na noite que tudo começou houve muitas coisa estranha onde no meu ver o homem mais procurado é o grande inocentes....tem muitos guardas corruptos....na queda noite houve outra história muito mal contada
  • Ridiculo
    18 out, 2016 Mesão Frio 11:32
    Isto é tudo teatro. Deixem-se de tanto aparato .Ele vai se movimentar por necessidade. De forma discreta prendam-no . É assim que faz a PJ. Os bófias com sapatinhos engraxadinhos e de camisinha é que vão para as matas procurá-lo ? Andam cinco à solta do roubo do Continente do barreiro e não vão atrás deles. É só deste.Quando isto mete polícias de vários ramos é o que dá.
  • pedro
    18 out, 2016 carroqueimado 08:27
    eu tambem conheco ... e a casa dos meus sogros ! :(
  • Andre Alexandre Silv
    18 out, 2016 Sabrosa 00:57
    Eu conheço bem a zona e vai ser um pesadelo para as autoridades encontrarem no e uma zona com muita rochas mato casas abandonadas casas de emigrantes pequenas clareiras no meio da floresta e as condições climatéricas não ajudam em.nada

Destaques V+