Tempo
|
A+ / A-

Pelo menos 29 mortos em incêndio em Istambul

02 abr, 2024 - 14:48 • Marta Pedreira Mixão com Agências

O incêndio começou durante obras na cave do prédio localizado em Gayrettepe, segundo afirmou o governador de Istambul, Davut Gül.

A+ / A-
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA
Foto: Istanbul Fire Dept. Handout/EPA

Pelo menos 29 pessoas morreram, esta terça-feira, quando um incêndio deflagrou durante as obras de renovação de uma discoteca no centro de Istambul, informou o gabinete do governador da cidade na terça-feira.

O incêndio deflagrou durante as obras de renovação da discoteca Masquerade, situada no rés do chão e na cave de um edifício residencial de 16 andares, no bairro de Gayrettepe, na cidade.

As vítimas mortais são trabalhadores da construção civil, anunciou o Governo de Istambul num comunicado oficial. Após o alerta, os bombeiros, as equipas médicas e a polícia chegaram rapidamente ao local, tendo as forças da ordem assegurado a segurança da zona.

O incidente foi registado às 12h47, horário local (10h47 em Lisboa), e os bombeiros - 31 veículos e 86 efetivos - combateram as chamas e controlaram a situação.

"Os esforços das equipas de socorro prosseguem no local do incidente", acrescenta o comunicado.

A causa específica do incêndio permanece desconhecida, mas o comunicado refere que teve origem nos trabalhos de renovação.

De acordo com a Reuters, o ministro da Justiça, Yilmaz Tunc, informou que procuradores estão a investigar as causas do incêndio e que houve detenções.

Segundo o presidente da Câmara de Istambul, Ekrem Imamoglu, que visitou o local, o bar estava localizado na cave do prédio. Segundo a televisão NTV, o incêndio teve origem em dois pisos da cave do edifício, utilizados como arrumos do bar, que se encontrava em obras.

"O incêndio foi controlado. Esperemos que não haja mais vítimas", disse o governante.

[Notícia atualizada às 16h05]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+