Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Morte de funcionários da WCK é "resultado inevitável" da gestão da guerra em Gaza

02 abr, 2024 - 22:34 • Lusa

"O secretário-geral da ONU, António Guterres, apresenta as suas condolências ao pessoal da World Central Kitchen", afirma porta-voz.

A+ / A-

A morte de sete trabalhadores humanitários da organização World Central Kitchen (WCK) num ataque israelita, na Faixa de Gaza, "é resultado inevitável da forma como esta guerra está a ser conduzida", denunciou esta terça-feira o porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas.

"O secretário-geral da ONU, António Guterres, apresenta as suas condolências ao pessoal da World Central Kitchen após a morte dos seus funcionários em Gaza que se encontravam numa missão humanitária", disse Stephane Dujarric numa conferência de imprensa em Nova Iorque.

"A multiplicidade de tais acontecimentos é o resultado inevitável da forma como esta guerra está a ser conduzida", frisou.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, admitiu hoje que o exército israelita matou "sem querer" sete trabalhadores humanitários da organização World Central Kitchen e disse que o incidente será alvo de uma investigação exaustiva.

A instituição é uma das duas organizações não-governamentais (ONG) ativamente envolvidas na entrega de ajuda a Gaza por via marítima a partir de Chipre.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+