A+ / A-

Terrorismo. Bélgica reforça polícia nas ruas contra "ameaça severa"

29 mar, 2024 - 17:10 • Lusa

A Bélgica está neste nível de alerta desde os atentados do último ano, em 16 de outubro, no qual morreram duas pessoas baleadas.

A+ / A-

A Bélgica reforçou o número de polícias a patrulhar as ruas da cidade, de "maneira visível e invisível", durante o período da Páscoa e final do Ramadão, e o nível de alerta no país é de "ameaça severa".

Fonte do Centro Nacional de Crises da Bélgica disse à Lusa, desde o atentado em Moscovo que provocou pelo menos 140 mortos, as autoridades estão a monitorizar possíveis ataques no país durante a Páscoa, no domingo, e o final do Ramadão, no dia 9 de abril.

O número de polícias nas ruas foi reforçado de "maneira visível e invisível", mas não há recomendações específicas para a população.

Ainda assim, a mesma fonte referiu que nos últimos dias houve um trabalho reforçado dos serviços de informação da Bélgica e das forças de segurança face ao nível de ameaça ao país que continua em "ameaça severa", ou seja, o terceiro de quatro níveis.

A Bélgica está neste nível de alerta desde os atentados do último ano, em 16 de outubro, no qual morreram duas pessoas baleadas. Na altura o nível de ameaça em Bruxelas, onde ocorreu o atentado, foi aumentado o mais alto, "ameaça crítica", e baixou, entretanto, para o atual, mas as autoridades acham que é imprudente baixá-lo para os níveis inferiores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+