A+ / A-

​Jair Bolsonaro indiciado por falsificação de certificado de vacinas

19 mar, 2024 - 13:16 • João Cunha com Reuters

Antigo presidente do Brasil garante estar “tranquilo” e diz que “não deve nada a ninguém”.

A+ / A-

O antigo presidente do Brasil Jair Bolsonaro foi indiciado por falsificação de certificado de vacinas. A informação é avançada pela agência Reuters que cita duas fontes relacionadas com o processo.

O agora deputado Mauro Cid, ajudante do antigo presidente, também foi indiciado pelo mesmo crime, adianta também a Reuters.

A Polícia Federal Brasilera garante que estão em causa os crimes de fraude por uso de documento falso, inserção de dados falsos em sistema de informações e falsidade ideológica de documento público.

Desta forma, puderam emitir os respetivos certificados de vacinação e utilizá-los para burlar as restrições sanitárias impostas tanto no Brasil como nos Estados Unidos, que visavam impedir a propagação da Covid-19.

Questionado pela Reuters, Bolsonaro assegura estar “tranquilo” e que “não deve nada a ninguém”. “O mundo sabe que eu não levei a vacina”, reitera.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+