Tempo
|
A+ / A-

Senado dos EUA aprova ajuda multimilionária a Ucrânia, Israel e Taiwan

13 fev, 2024 - 11:49 • Daniela Espírito Santo , André Rodrigues

Decisão vai enfrentar resistência na Câmara dos Representantes. Zelensky já aplaudiu.

A+ / A-

O Senado norte-americano, controlado pelos democratas, aprovou esta terça-feira um projeto de lei de 95 mil milhões de dólares (cerca de 88 mil milhões de euros) de ajuda a Ucrânia, Israel e Taiwan.

A medida foi enviada para a Câmara dos Representantes, controlada pelos republicanos, onde poderá enfrentar resistências.

Segundo a CNN Internacional, a proposta inclui 60 mil milhões de euros para a Ucrânia, 14.1 mil milhões para Israel, 9.2 mil milhões e assistência humanitária e 4.8 mil milhões para "apoiar os parceiros regionais do indo-pacífico" (Taiwan).

No Twitter/X, o Presidente da Ucrânia já aplaudiu a decisão.

"Estou grato a todos os senadores dos EUA que apoiaram a assistência contínua à Ucrânia, enquanto lutamos pela liberdade, democracia e pelos valores que todos prezamos", começou por dizer.

"Para nós, na Ucrânia, a assistência contínua dos EUA ajuda a salvar vidas do terror russo", assegura, adiantando que, com esta ajuda, "a vida continuará" nas cidades a que preside e o "triunfo sobre a guerra" poderá estar mais próximo.

"A assistência norte-americana aproxima-nos da paz e restaura a estabilidade global, resultando no aumento da segurança e da prosperidades para todos os americanos e para todo o mundo livre", termina.

[Notícia atualizada às 12h01 de 13 de fevereiro de 2024]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+