Tempo
|
A+ / A-

População mundial. Vamos ser 8 mil milhões em janeiro

29 dez, 2023 - 00:19 • Lusa

No último ano, o planeta ganhou 75 milhões de habitantes, indica o Gabinete do Censo dos Estados Unidos.

A+ / A-

A população mundial cresceu em 75 milhões de pessoas neste ano que está prestes a terminar e, no dia 1 de janeiro de 2024, vai superar os 8 mil milhões, segundo dados divulgados esta quinta-feira pelo Gabinete do Censo dos EUA.

A taxa de crescimento mundial ficou ligeiramente abaixo de 1%, correspondendo a mais 75.162.541 pessoas desde janeiro de 2023 até agora.

No início de 2024, são esperados 4,3 nascimentos e duas mortes em todo o mundo a cada segundo, de acordo com o gabinete.

Nos Estados Unidos, a taxa de crescimento foi de 0,53%, cerca de metade do valor mundial, o que significa um aumento em 1,7 milhões, para uma população no dia de ano novo de 335,8 milhões.

Se a evolução continuar a este ritmo, a década de 2020 poderá ser a de menor crescimento na história dos EUA, produzindo uma taxa de crescimento inferior a 4% no período de 10 anos, de 2020 a 2030, disse William Frey, demógrafo na The Brookings Institution.

A década de crescimento mais lento verificada até ao momento ocorreu após a Grande Depressão da década de 1930, quando a taxa de crescimento foi de 7,3%.

"É claro que o crescimento pode aumentar um pouco à medida que deixamos os anos de pandemia. Mas ainda será difícil chegar aos 7,3%", disse Frey.

No início de 2024, espera-se que os Estados Unidos registem um nascimento a cada nove segundos e uma morte a cada 9,5 segundos.

No entanto, a imigração impedirá que a população diminua. Espera-se que a migração internacional líquida acrescente uma pessoa à população dos EUA a cada 28,3 segundos.

Esta combinação de nascimentos, mortes e migração internacional líquida aumentará a população dos EUA em uma pessoa a cada 24,2 segundos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+