A+ / A-

Ucrânia celebra o Natal a 25 de dezembro pela primeira vez

23 dez, 2023 - 21:37 • Diogo Camilo

Lei assinada por Zelensky em julho adota o calendário gregoriano, numa maneira do país se afastar das influências russas.

A+ / A-

A maioria dos ucranianos são cristãos ortodoxos, mas a Ucrânia celebra este ano, pela primeira vez, o Natal a 25 de dezembro.

Numa maneira do país se distanciar da Rússia, o presidente Volodymyr Zelensky assinou em julho uma lei que tornou o feriado oficial segundo o calendário gregoriano, em vez do tradicional 7 de janeiro, data em que é celebrado no calendário juliano, usado em Moscovo.

A decisão, apoiada pela igreja, é vista como mais um passo de Kiev para apagar as influências russas durante a guerra no país, após a invasão da Rússia que se iniciou em fevereiro de 2022 - e que levou ucranianos a rejeitarem as ligações históricas com o país vizinho, incluindo a língua e cultura russa.

Na altura, em julho, Zelensky explicou a medida com a necessidade de "abandonar a herança russa" e reafirmar a identidade ucraniana, ajudando os ucranianos a "viver a sua própria vida com as suas próprias tradições e feriados".

Em 2019, a Igreja Ortodoxa ucraniana separou-se de Moscovo, criando a sua própria e afastando a influência russa.

No final do ano passado, numa sondagem, 59% dos ucranianos indicaram que gostavam que a data do Natal fosse transferida para o dia 25 de dezembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+