Tempo
|
A+ / A-

Primeiras projeções na Sérvia apontam para vitória do partido no poder

17 dez, 2023 - 22:20 • Lusa

Os relatos foram disputados pelas autoridades de Belgrado, com a primeira-ministra, Ana Brnabic, a classificar as acusações de "mentiras que visam causar o pânico".

A+ / A-

As primeiras projeções dos resultados das eleições parlamentares na Sérvia de hoje dão uma vantagem confortável ao partido no poder, o SNS, do presidente sérvio, Aleksandar Vucic, com 46,6% dos votos, noticiou a televisão Insajder.

A coligação da oposição Sérvia contra a violência (SPN) segue de longe, com 23% dos votos, segundo a estimativa baseada em cálculos do Centro para Eleições Livres e Democracia (CeSID) e da agência Ipsos.

A votação ficou marcada por relatos de irregularidades quer durante a campanha quer durante o dia de hoje, tendo a participação ficado nos 55%, uma hora antes do fecho das urnas, praticamente o mesmo valor de 2022.

Observadores eleitorais e meios de comunicação independentes alertaram hoje para situações como sérvios provenientes da Bósnia a votar em mesas de voto não oficiais, enquanto uma equipa de monitorização foi atacada no norte da Sérvia.

Os relatos foram disputados pelas autoridades de Belgrado, com a primeira-ministra, Ana Brnabic, a classificar as acusações de "mentiras que visam causar o pânico".

A Sérvia elege hoje um novo parlamento e os municípios de 64 localidades, incluindo na capital Belgrado, em eleições antecipadas que apontam para a sexta vitória consecutiva do partido do Presidente Aleksandar Vucic.

As principais forças da oposição (pró-Europa), que surgem coligadas, exigiam desde maio a convocação de legislativas antecipadas na sequência de dois graves incidentes armados em menos de 24 horas que provocaram 19 mortos, incluindo 10 numa escola de Belgrado.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+