Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Russia e Ucrânia denunciam ataques mútuos com 'drones' durante a noite

16 dez, 2023 - 10:54 • Lusa

O ataque causou danos em oito casas, que sofreram prejuízos de vária ordem, e numa fábrica de compressores na estação ferroviária da cidade de Dmitriev.

A+ / A-

As defesas antiaéreas russas derrubaram esta noite 32 'drones' inimigos durante um ataque massivo contra a anexada península da Crimeia, informou hoje o Ministério da Defesa da Rússia, enquanto a Ucrânia anunciou ter sido também atacada com 30 aparelhos.

"O ataque terrorista" de Kiev, como é definido no comunicado militar, foi perpetrado com aparelhos não tripulados.

'Drones' ucranianos atacaram também vários distritos da região de Kursk, que faz fronteira com a Ucrânia, afirmou o governador, Román Staravoit, no Telegram.

O ataque causou danos em oito casas, que sofreram prejuízos de vária ordem, e numa fábrica de compressores na estação ferroviária da cidade de Dmitriev.

Também ficou afetada a linha elétrica que alimenta uma fábrica no distrito de Zheleznodorozhki, considerada um dos maiores produtores de mineral de ferro do espaço pós soviético.

Durante um ato organizado pelos caminhos de ferro da Rússia, o Presidente russo, Vladímir Putin, chamou a atenção, na sexta-feira, para se prestar especial atenção à segurança da rede ferroviária, face às sabotagens ucranianas.

A Força Aérea ucraniana, por seu lado, afirmou ter repelido durante a noite um novo ataque russo com 'drones', tendo abatido 30 dos 31 engenhos lançados sobre várias regiões do país.

"No total, 31 'drones' de ataque Shahed-136/131 foram lançados durante a ofensiva que os ocupantes lançaram em diferentes regiões da Ucrânia ", indicou a Força Aérea, em comunicado.

O ataque visou, entre outros alvos, a capital, Kiev, a região meridional de Kherson e ainda a ocidental de Khmelnytsky, todas frequentemente atacadas pela Rússia.

As autoridades russas reportaram a morte de uma pessoa nos bombardeamentos noturnos ucranianos, na parte ocupada da região de Kherson, no sul do país.

O governador da região russa de Belgorod, Viatcheslav Gladkov, deu conta de 41 ataques ucranianos nas últimas 24 horas, sobre este território fronteiriço e frequentemente visado.

Na sexta-feira à noite, o Exército russo indicou que tinha repelido um ataque com 26 'drones' ucranianos no espaço de duas horas, sobre a Crimeia, península anexada em 2014.

Poucas horas antes foi a região russa de Koursk a ser visada por seis 'drones'.

Este tipo de ataque tornou-se quase diário nos dois lados do confronto e o número de engenhos utilizados aumenta cada vez mais.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+