A+ / A-

EUA. Informação confidencial sobre a Rússia desapareceu no final do mandato de Trump

15 dez, 2023 - 20:05 • Redação

Um memorando escrito na véspera da tomada de posse de Biden refere que Trump teria pedido pessoalmente a transferência de "materiais relacionados com a investigação do FBI".

A+ / A-

Uma capa que continha informação confidencial sobre a Rússia e sua alegada interferência nas eleições Presidenciais norte-americanas de 2016 desapareceu da Casa Branca perto do fim do mandato de Donald Trump.

Segundo uma investigação da CNN, os documentos da investigação do FBI "Crossfire Hurricane" nunca foram encontrados. Os dados terão sido enviados da sede da CIA até à Casa Branca poucos dias antes de Donald Trump abandonar oficialmente a Casa Branca depois de ter perdido para Joe Biden nas Presidenciais de 2020.

Um memorando escrito na véspera da tomada de posse de Biden refere que Trump teria pedido pessoalmente a transferência de "materiais relacionados com a investigação do FBI".

"Determino que o conteúdo deixe de ser confidencial de forma mais extensa possível", escreveu Trump, na altura.

A CNN relata que este pedido causou "caos" na Casa Branca, devido aos dados sensíveis dos documentos. E terá sido por entre esta confusão burocrática que as informações originais desapareceram.

O Departamento da Justiça norte-americana não tornou os documentos públicos até hoje e estes papéis não estavam por entre os conteúdos confidenciais apreendidos na residência privada de Trump, na Flórida, em 2022.

Segundo a transcrição de uma audiência do Congresso norte-americano, citada pela CNN, uma funcionária da Casa Branca disse que era provável os documentos confidenciais estarem na residência particular de Mark Meadows, o assessor principal da equipa de Trump, enquanto Presidente.

No entanto, advogados de Meadows negaram veemente estas afirmações. À CNN, os representantes legais dizem que se trata de uma alegação "totalmente errada".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+