Tempo
|
A+ / A-

"Batalha épica". EUA respondem com ironia a recandidatura de Putin

08 dez, 2023 - 23:07 • Lusa

O chefe de Estado russo, que pode candidatar-se em 2024 e 2030 após uma controversa revisão constitucional feita em 2020, teoricamente pode permanecer no Kremlin até 2036, ano em que completa 84 anos.

A+ / A-

A Casa Branca reagiu com ironia ao anúncio feito esta sexta-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin, de que vai concorrer à reeleição em 2024, sugerindo que já se sabe o resultado do escrutínio.

"Bem, vai ser uma batalha épica, não é?", ironizou John Kirby, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da presidência norte-americana, quando questionado sobre o anúncio do líder do Kremlin.

"É tudo o que tenho a dizer sobre isso", disse o porta-voz.

Vladimir Putin, de 71 anos, anunciou que vai concorrer a um quinto mandato nas eleições presidenciais russas de 17 de março de 2024, com a sua reeleição a colocar poucas dúvidas, após quase um quarto de século no poder e a repressão dos opositores.

O chefe de Estado russo, que pode candidatar-se em 2024 e 2030 após uma controversa revisão constitucional feita em 2020, teoricamente pode permanecer no Kremlin até 2036, ano em que completa 84 anos.

Nenhum crítico do Kremlin deverá poder candidatar-se a eleições, já que as autoridades têm vindo a reprimir a oposição há anos.

A repressão acelerou-se com a guerra e invasão da Ucrânia, iniciada pelo exército russo em 24 de fevereiro de 2022.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, com uma campanha de reeleição no próximo ano que promete ser dura, alertou no início desta semana que a suspensão da ajuda dos EUA à Ucrânia seria "o maior presente" para Vladimir Putin.

Instando o Congresso a aprovar um novo pacote de ajuda a Kiev, Joe Biden avisou que o Presidente russo, se conseguir tomar a Ucrânia, "não vai ficar por ai".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+