Tempo
|
A+ / A-

streaming de música

Spotify vai despedir cerca de 17% de trabalhadores

04 dez, 2023 - 09:07 • Lusa com redação

A plataforma emprega cerca de 9 mil pessoas.

A+ / A-

A empresa líder mundial das plataformas áudio Spotify anunciou esta segunda-feira uma redução de "cerca de 17%" dos trabalhadores, perto de 1500 profissionais, para reduzir os custos num contexto de abrandamento "dramático" do crescimento económico.

"Para alinhar o Spotify com os nossos objetivos futuros e garantir que estamos adequadamente dimensionados para os desafios que se avizinham, tomei a difícil decisão de reduzir o nosso número total de efetivos em toda a empresa em cerca de 17%", escreveu o CEO Daniel Ek numa carta aos funcionários do grupo, consultada pela France Presse.

Segundo a BBC, o CEO disse que são necessárias “ações substanciais para redimensionar os custos” para que a empresa atinja os objetivos. A plataforma emprega cerca de 9 mil pessoas.

Em outubro, a plataforma musical sueca anunciou o regressou ao lucro operacional no terceiro trimestre deste ano, após vários trimestres negativos, registando 32 milhões de euros.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+