Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Alterações Climáticas

COP28 arranca no Dubai

30 nov, 2023 - 03:56 • Lusa

Até dia 12 de dezembro, os Emirados Árabes Unidos, um dos principais produtores de petróleo, recebe a edição 28 da Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A+ / A-

Representantes de quase todos países do mundo vão reunir-se, a partir desta quinta-feira, no Dubai na 28.ª Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas (COP28), em que será feito o primeiro balanço global de oito anos de ação climática.

Até dia 12 de dezembro, os Emirados Árabes Unidos, um dos principais produtores de petróleo, recebem milhares de pessoas de todo o mundo na chamada cimeira do clima, para debater as alterações climáticas e a luta contra o aquecimento global.

Um dos principais destaques da COP28 será a realização da primeira reunião para balanço do que tem sido feito para combater o aquecimento global, em resultado do Acordo de Paris sobre redução de emissões de gases com efeito de estufa, aprovado em 2015 na COP21.

Será o primeiro teste aos países, à luz do acordo que impôs como objetivos a redução das emissões e a limitação do aumento das temperaturas mundiais a dois graus celsius (ºC) e, se possível, 1,5ºC acima dos valores médios da era pré-industrial.

Das cimeiras anteriores regressa a discussão sobre mitigação e adaptação às alterações climáticas, esperando-se avanços nestas áreas, além da formalização do mecanismo de "perdas e danos", aprovado na cimeira do ano passado no Egito mas ainda não operacional.

Na COP28, são esperados líderes de quase todos os países do mundo, incluindo o primeiro-ministro português, António Costa, que chega hoje ao Dubai e participa na cimeira na sexta-feira e no sábado, sendo que nos restantes dias o Governo estará representado pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática e secretários de Estado de diferentes setores.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+