Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Rússia interceta nove drones ucranianos

26 nov, 2023 - 05:51 • Lusa

Pelo menos uma pessoa sofreu ferimentos ligeiros. Têm-se multiplicado os ataques com drones levados a cabo por forças de Kiev e de Moscovo.

A+ / A-

As forças de defesa aérea da Rússia intercetaram, esta madrugada, nove drones ucranianos em diferentes zonas do país, incluindo na região que circunda a capital Moscovo, informou o Ministério da Defesa russo.

"Foi interrompida uma tentativa do regime de Kiev de realizar um ataque terrorista utilizando aparelhos aéreos não tripulados contra alvos no território da Federação Russa", explicou o Ministério, numa mensagem publicada na plataforma Telegram.

As autoridades russas referiram que "os sistemas de defesa aérea de serviço destruíram nove aparelhos aéreos não tripulados sobre o território das regiões de Moscovo, Tula, Kaluga e Bryansk".

O governador da região de Bryansk tinha antes confirmado que o exército "impediu outra tentativa de terroristas ucranianos de realizar um ataque com um aparelho aéreo não tripulado".

Alexander Bogomaz acrescentou, também no Telegram, que "os sistemas de defesa aérea do Ministério da Defesa russo destruíram dois aparelhos aéreos não tripulados sobre a região de Bryansk".

Bogomaz garantiu numa mensagem que "não houve vítimas ou danos" e que "os serviços de emergência estão a trabalhar no local".

Esta mensagem veio depois de uma primeira em que o governador informou que dois outros drones tinham sido abatidos nas regiões de Karachevsky e Briansk.

O governador de Tula informou que mais dois drones foram abatidos na região. Um deles, explicou Alexey Dyumin, "perdeu o controlo e embateu contra um edifício de apartamentos".

Dyumin afirmou que não houve danos materiais graves, embora "um dos moradores da casa tenha sofrido ferimento leves e tenha recebido assistência médica".

Mais tarde, o governo regional de Tula referiu a destruição de um terceiro drone na região, de acordo com a agência de notícias russa Interfax.

Os ataques com drones, simbólicos da guerra na Ucrânia, multiplicaram-se nos últimos meses, levados a cabo por forças de Kiev e de Moscovo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+