A+ / A-

Netanyahu promete fazer regressar a casa todos os reféns

24 nov, 2023 - 19:22 • Lusa

O primeiro-ministro israelita sublinhou que trazer de volta todos os raptados é um dos objetivos da guerra contra o Hamas na Faixa de Gaza, iniciada há 49 dias, após um ataque do grupo islamita contra Israel.

A+ / A-

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, saudou hoje a libertação dos primeiros 13 reféns do Hamas e prometeu o regresso de "todos os raptados".

"Concluímos o retorno do primeiro dos nossos sequestrados. As crianças, as suas mães e outras mulheres. Cada uma delas é um mundo inteiro”, disse o primeiro-ministro numa mensagem em vídeo.

Israel recebeu hoje os primeiros de um total de 50 reféns que serão trocados pela libertação de 150 prisioneiros palestinianos, durante uma trégua de quatro dias em Gaza, ao abrigo de um acordo alcançado entre Israel e o Hamas, mediado pelo Qatar e pelo Egito.

“Prometo-vos, às famílias, e a vocês, cidadãos de Israel: estamos comprometidos com o regresso de todos os nossos sequestrados”, assegurou Netanyahu.

O primeiro-ministro israelita sublinhou que trazer de volta todos os raptados é um dos objetivos da guerra contra o Hamas na Faixa de Gaza, iniciada há 49 dias, após um ataque do grupo islamita contra Israel.

O Hamas entregou os reféns hoje libertados — 10 tailandeses e um filipino, além dos 13 israelitas — ao Comité Internacional da Cruz Vermelha, que os levou para o Egito através da passagem de Rafah.

Entre os reféns israelitas libertados hoje estão seis mulheres idosas, três crianças e três mulheres.

Quando chegaram ao Egito, as forças de segurança israelitas receberam os reféns israelitas e levaram-nos em veículos militares para Israel, onde entraram pela passagem Kerem Shalom, para serem levados a diferentes hospitais israelitas, nos arredores de Telavive.

Como parte do acordo, Israel também libertou o primeiro grupo de 39 prisioneiros palestinianos – 24 mulheres e 15 adolescentes acusados de terrorismo, mas sem crimes de sangue.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+