A+ / A-

Guerra no Médio Oriente

João Gomes Cravinho desloca-se ao Médio Oriente para "diálogo político"

23 nov, 2023 - 08:36 • Lusa

Com o ministro dos Negócios Estrangeiros, também a chefe da diplomacia eslovena desloca-se, na sexta-feira e no sábado, a Israel, Palestina, Jordânia e Egito, para encontros com homólogos e de alto nível para "relançar a via diplomática" para a paz.

A+ / A-

Os chefes da diplomacia português e eslovena deslocam-se, na sexta-feira e no sábado, a Israel, Palestina, Jordânia e Egito, para encontros com homólogos e de alto nível visando o "diálogo político" e "relançar a via diplomática" para a paz.

Em comunicado, o Governo adianta que a visita conjunta do ministro dos Negócios Estrangeiros português, João Gomes Cravinho, e da ministra dos Negócios Estrangeiros e Assuntos Europeus da Eslovénia, Tanja Fajon, pretende "dar continuidade ao diálogo e consultas com atores na região, contribuindo para o diálogo político em curso, indispensável para responder à situação e relançar a via diplomática para a construção de uma paz duradoura e sustentável, ancorada numa solução de dois Estados".

Os ministros português e eslovena têm um encontro, na sexta-feira, com homólogo de Israel, Eli Cohen, no sul do país, e serão recebidos pelo Presidente israelita, Isaac Herzog, em Telavive.

No mesmo dia, em Ramallah, na Cisjordânia, reúnem-se com o chefe da diplomacia palestiniana, Riyad al-Maliki, e terão um encontro com o primeiro-ministro, Mohammad Shtayyeh.

De acordo com a nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros português, o dia de sábado será dedicado ao "diálogo sobre a situação atual e as perspetivas de paz na região com dois parceiros regionais de relevo -- Jordânia e Egito".

Em Amã, os ministros reúnem-se com o vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros jordano, Ayman Safadi.

À tarde, já no Egito, João Gomes Cravinho e Tanja Fajon têm reunião prevista com o homólogo, Sameh Shoukry, bem como um encontro de cortesia com o Presidente egípcio, Abdel Fattah el-Sisi.

Também no Cairo, os ministros têm um encontro marcado com o secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit, no qual pretendem abordar "a situação atual de uma perspetiva regional", nomeadamente sobre o papel da organização e à sua cooperação com a União Europeia, "tendo em vista a paz e a estabilidade no Médio Oriente".

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ze
    23 nov, 2023 aldeia 09:23
    os politicos de um governo demissionário, deveriam fazer apenas a gestão da pasta até ás novas eleições e de um novo governo, depois , sim o ministro da pasta,consideraria ou não uma visita de estado.Continuam a gastar o dinheiro dos contribuintes em duplicado.

Destaques V+