Tempo
|
A+ / A-

Trump diz estar orgulhoso com vitória de Milei nas presidenciais da Argentina

20 nov, 2023 - 04:38 • Lusa

“Parabéns a Javier Milei por uma grande eleição como presidente da Argentina. O mundo inteiro estava de olho em ti! Estou muito orgulhoso de ti”, escreveu o republicano nas redes sociais.

A+ / A-

O ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump (2017-2021) disse no domingo estar orgulhoso com a vitória do economista ultraliberal Javier Milei nas eleições presidenciais da Argentina.

“Parabéns a Javier Milei por uma grande eleição como presidente da Argentina. O mundo inteiro estava de olho em ti! Estou muito orgulhoso de ti”, escreveu o republicano nas redes sociais.

“Vais mudar o teu país e tornar a Argentina grande novamente!”, acrescentou Trump, que é o favorito para a nomeação como candidato republicano às eleições presidenciais dos EUA de 2024.

Horas antes, o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, deu os parabéns ao presidente eleito argentino e destacou o compromisso dos Estados Unidos com os direitos humanos.

“Felicito Javier Milei pela sua eleição como presidente da Argentina e o povo argentino pela realização de eleições livres e justas”, disse o assessor do Presidente dos EUA, Joe Biden.

“Esperamos continuar a construir a nossa forte relação bilateral com base no nosso compromisso partilhado com os direitos humanos, os valores democráticos e a transparência”, acrescentou Sullivan.

Também nos Estados Unidos, o dono da X (antigo Twitter), Elon Musk, deu os parabéns a Milei e garantiu na rede social que “a Argentina tem a prosperidade pela frente”.

Em resposta a uma outra publicação, o empresário disse achar que a vitória do ultraliberal na Argentina pode ser o início de “uma tendência” de derrota para a esquerda em outras partes do mundo.

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ilan Goldfajn, felicitou Milei e ofereceu-se para colaborar no desenvolvimento económico do país sul-americano.

"Parabéns Javier Milei, presidente eleito da Argentina. No BID estamos prontos para continuar a nossa colaboração com o país e promover o desenvolvimento económico sustentável e inclusivo para o benefício dos seus cidadãos", disse o brasileiro, nas redes sociais.

Com 97,6% dos votos contados, Javier Milei segue com 55,8% e o atual ministro peronista da Economia, Sergio Massa, com 44,2%, segundo resultados parciais oficiais da segunda volta das presidenciais.

Na primeira volta, em 22 de outubro, Massa obteve 36,78% dos votos, enquanto Milei, que é apoiado pelo ex-presidente Mauricio Macri e se define como um "anarco-capitalista" - uma forma extrema de liberalismo defensora de uma sociedade capitalista sem Estado - ficou com 29,99%.

Para a reta final da eleição, Milei obteve o apoio da terceira classificada na primeira volta, Patricia Bullrich.

O próximo presidente argentino, que sucederá ao peronista Alberto Fernández (2019-2023), vai governar a partir de 10 de dezembro para o período 2023-2027.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+