Tempo
|
A+ / A-

migrantes

Pesqueiro com 531 migrantes chega a Lampedusa

05 nov, 2023 - 14:09 • Lusa

Os migrantes declararam que pagaram entre 4.000 dólares (3.726 euros) e 7.000 dólares (6.521 euros) pela travessia.

A+ / A-

Um pesqueiro com 531 migrantes a bordo, entre os quais cinco mulheres e seis crianças, na maioria procedentes da Síria, Egito, Paquistão e Bangladesh, chegou durante a noite à ilha italiana de Lampedusa, apesar das más condições no mar.

A embarcação, de 25 metros, foi localizada pela Guarda Costeira e escoltada ao porto daquela pequena ilha, onde apesar do mau tempo continuam a chegar migrantes, informaram os media italianos.

Os migrantes declararam que pagaram entre 4.000 dólares (3.726 euros) e 7.000 dólares (6.521 euros) pela travessia e que zarparam de Zuarah, na Líbia.

É o quarto pesqueiro com migrantes que chega a Itália nas últimas semanas, apesar dos fortes ventos e das condições no mar. Há alguns dias foi resgatado perto de Lampedusa outro barco, com 426 pessoas a bordo.

No sábado, o Geo Barents, o barco de busca e resgate dos Médicos Sem Fronteiras, resgatou 29 migrantes, entre os quais um menor não acompanhado, e as autoridades italianas indicaram o porto de Bari, na região de Apulia (sul), para o desembarque.

Entretanto, o Ocean Viking, o barco da SOS Mediterrâneo, atracou no sábado no porto de Tarento, após ter resgatado 75 migrantes na quinta-feira à tarde, "entre eles 23 mulheres e 17 crianças que passaram pelo menos sete dias no mar e que ficaram sem alimentos e sem água", afirmou a ONG.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+