Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Presidente turco pede um cessar-fogo humanitário em Gaza

03 nov, 2023 - 16:17 • Lusa

Erdogan quer lançar uma conferência internacional de paz para resolver o conflito.

A+ / A-

O Presidente turco Recep Tayyip Erdogan pediu esta sexta-feira o estabelecimento de um "cessar-fogo humanitário" o mais rapidamente possível na Faixa de Gaza.

Erdogan comprometeu-se ainda a prosseguir esforços para pôr termo ao conflito desencadeado pelo ataque sem precedentes do Hamas contra Israel no início de outubro.

“A nossa prioridade é estabelecer rapidamente um cessar-fogo humanitário”, declarou na 10.ª Cimeira dos Estados Turcomanos, em Astana, capital do Cazaquistão.

“Estamos a trabalhar sobre novos mecanismos que garantam a segurança de todos, sejam muçulmanos, cristãos ou judeus”, disse Erdogan na cimeira, que contou também com os chefes de Estado do Azerbaijão, Hungria, Quirguistão, Turquemenistão e Uzbequistão.

“Os nossos esforços para lançar as bases de uma conferência internacional de paz continuam”, acrescentou.

Milhares de civis foram mortos em Gaza e em Israel, que bombardeia incessantemente a Faixa de Gaza em represália ao ataque do Hamas.

“Para dizer as coisas de forma frontal: foram cometidos crimes contra a humanidade em Gaza durante exatamente 28 dias”, acrescentou o líder turco.

No final de outubro, Erdogan acusou Israel de “crimes de guerra” e o Ocidente de ser “o principal responsável pelos massacres em Gaza”, declarações que levaram Israel a um protesto diplomático.

O Cazaquistão e o Uzbequistão, as maiores economias da Ásia Central, anunciaram o envio de um milhão e 1,5 milhões de dólares, respetivamente, em ajuda humanitária para Gaza.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+