Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Novo corredor no Mar Negro. Kiev exportou 700 mil toneladas de cereais desde agosto

24 out, 2023 - 12:07 • Lusa

Um total de 38 navios saiu dos portos ucranianos através deste corredor, "que funciona graças ao apoio" das forças armadas ucranianas e "à confiança" dos aliados da Ucrânia.

A+ / A-

A Ucrânia exportou quase 700 mil toneladas de cereais a partir dos seus portos do Mar Negro através do novo corredor aberto em agosto unilateralmente pela Marinha ucraniana, anunciou esta terça-feira o ministro da Agricultura de Kiev.

"Conseguimos exportar quase 700 mil toneladas de cereais", disse Mikola Solski aos ministros da Agricultura dos países da União Europeia (UE), que estão reunidos no Luxemburgo desde segunda-feira, segundo um comunicado do Ministério da Agricultura ucraniano.

O ministro explicou que um total de 38 navios saiu dos portos ucranianos através deste corredor, "que funciona graças ao apoio" das forças armadas ucranianas e "à confiança" dos países aliados da Ucrânia.

Solski esclareceu que nem todos os navios que utilizam o corredor se dedicam à exportação de cereais e lembrou que a principal rota de exportação dos cereais ucranianos continua a ser o rio Danúbio.

Só em setembro, adiantou, foram exportadas 2,3 milhões de toneladas de cereais por via fluvial, valor semelhante ao que foi exportado em agosto também por este rio.

O ministro lembrou que, mesmo com este volume de exportações, ainda não é possível escoar toda a produção agrícola ucraniana, e fixou em 6 milhões de toneladas por mês o objetivo de exportações agrícolas que a Ucrânia tem de atingir para que o setor recupere.

Em julho passado, a Rússia retirou-se do chamado acordo de cereais, assinado com a ONU e a Turquia e que, durante um ano, permitiu exportações ucranianas através de três portos do Mar Negro.

Depois de se retirar do acordo, Moscovo declarou um bloqueio militar ao Mar Negro e iniciou uma campanha de bombardeamento das infraestruturas agrícolas e portuárias ucranianas, que ainda continua a atacar.

A Ucrânia respondeu a estas ações da Rússia com um aumento dos ataques de drones e mísseis contra navios russos no Mar Negro, que forçaram a Rússia a retirar a sua frota militar para leste, permitindo a Kiev abrir unilateralmente este novo corredor, que atravessa em grande parte as águas da Roménia, da Bulgária e da Turquia, todos membros da NATO.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+