A+ / A-

guerra israel-hamas

Governo de Israel desmente cessar-fogo a sul de Gaza

16 out, 2023 - 09:34 • Redação com Reuters

A situação na fronteira de Gaza com o Egipto ainda não está clara. Apesar de não haver cessar-fogo, camiões com ajuda humanitária já estão a entrar na Faixa de Gaza.

A+ / A-

A situação na fronteira de Gaza com o Egipto ainda não está clara. Após várias fontes terem indicado que o Egito, Israel e os Estados Unidos tinham concordado um cessar-fogo no sul de Gaza e que a passagem de Rafah já teria aberto, a mesma parece manter-se fechada.

Contudo, alguns veículos e camiões com bandeira das Nações Unidas estão movimentar-se na zona, segundo avança a televisão israelita i24 News.

Á agência Reuters, responsáveis do Hamas em Gaza não confirmam a abertura da fronteira nem a entrada do comboio de camiões que transportam ajuda humanitária para Gaza.

Entretanto, na zona centro de Israel, as sirenes voltaram a soar, dando conta de novos ataques do Hamas com rockets, disparados a partir da Faixa de Gaza.

Os líderes de todos os 27 países da União Europeia apelaram à libertação “imediata e incondicional” de todos os reféns detidos pelo Hamas em Gaza.

Numa declaração lida esta manhã pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, os paises membros indicam que Israel tem o direito de se defender, mas em total conformidade com o direito internacional e o direito humanitário internacional.

O canal adianta ainda que o primeiro-ministro israelita assegura que a entrada desta ajuda e a saída de estrangeiros por aquela fronteira não implicou qualquer acordo de cessar-fogo. “Não existe atualmente qualquer trégua nem ajuda humanitária em Gaza”, refere um comunicado do gabinete do primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu, citado pela Reuters.

Da cidade costeira de Haifa sai esta segunda-feira um navio de cruzeiro com cidadãos norte-americanos, que vão ser levados para Chipre. Todos os norte-americanos que chegarem até às 15h00 (hora portuguesa) ao porto onde o navio se encontra acostado vão poder embarcar.

Em simultâneo, o Ministério israelita da Defesa ativou um plano para evacuar três dezenas de localidades no norte do país, junto à fronteira com o Líbano. Todos os residentes naquelas localidades vão ser colocados em alojamentos subsidiados pelo Estado.

[Notícia atualizada às 9h34]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+