Tempo
|
A+ / A-

Ministros da Defesa da NATO iniciam reunião de dois dias para discutir apoio à Ucrânia

11 out, 2023 - 04:29 • Lusa

Antes do início da reunião ministerial da NATO, na qual Portugal está representado pela ministra da Defesa, Helena Carreiras, está previsto um novo encontro do chamado Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia

A+ / A-

Os ministros da Defesa da NATO iniciam, esta quarta-feira, uma reunião de dois dias em Bruxelas para discutir o apoio à Ucrânia face à invasão russa, mas parte do encontro também focará a recente escalada entre o Hamas e Israel.

Antes do início da reunião ministerial da NATO, na qual Portugal está representado pela ministra da Defesa, Helena Carreiras, está previsto um novo encontro do chamado Grupo de Contacto para a Defesa da Ucrânia, composto por cerca de 50 países incluindo Portugal, para discutir o fornecimento de equipamento militar a Kiev.

Em declarações na terça-feira, a embaixadora dos Estados Unidos junto da NATO, Julianne Smith, apontou que a reunião do Grupo de Contacto terá como pontos centrais de discussão a defesa aérea e as munições, bem como "uma série de outros sistemas que são atualmente necessários" na Ucrânia.

Após esta reunião, os ministros realizam uma nova sessão do Conselho NATO-Ucrânia com o seu homólogo ucraniano, Rustem Umerov.

Os aliados vão discutir o apoio à Ucrânia em plena guerra entre o grupo islâmico palestiniano Hamas e Israel (um parceiro da NATO), iniciada no sábado passado, com a embaixadora dos Estados Unidos a declarar que o apoio que Washington prometeu a Telavive não terá impacto no apoio norte-americano a Kiev.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+