Tempo
|
A+ / A-

Nobel da Economia para Claudia Goldin por investigar papel da mulher no mercado de trabalho

09 out, 2023 - 10:55 • Cristina Nascimento

Norte-americana de 77 anos é especialista em economia do trabalho e foi distinguida pelos trabalhos feitos na área da participação das mulheres no mercado de trabalho.

A+ / A-

A norta-americana Claudia Goldin venceu o prémio Nobel da Economia pelo seu trabalho de investigação sobre o papel da mulher no mercado de trabalho. O anúncio foi feito esta segunda-feira.

A Academia Sueca distinguiu esta norte-americana, 77 anos, pelos estudos feitos em torno dos "avanços das mulheres no mercado de trabalho".

A academia considera que os trabalhos desta investigadora permitem compreender as causas da persistente diferença salarial entre homens e mulheres, bem como diferenças de representatividade.

Professora na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, Goldin é a terceira mulher a ser distinguida com este galardão, entre 93 laureados.

O Nobel da Economia foi lançado em 1968 pelo Banco Central da Suécia, sendo formalmente conhecido como o Prémio do Banco da Suécia em Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel.

É o último Nobel a ser conhecido, depois do anúncio dos vencedores nas categorias de Medicina, Física, Química, Literatura e Paz.

Claudia Goldin vai receber um prémio de 11 milhões de coroas suecas, o equivalente a cerca de 950 mil euros.

Os vencedores recebem também uma medalha de ouro de 18 quilates e um diploma nas cerimónias de entrega dos prémios, em dezembro, em Oslo e Estocolmo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+