Tempo
|
A+ / A-

Nagorno-Karabakh

Arménia e Azerbaijão denunciam ataques às suas forças

02 out, 2023 - 19:27 • Lusa

Por seu lado, o Ministério de Defesa da Rússia denunciou um ataque com armas leves contra uma patrulha conjunta das Forças de Paz russas e militares azeris em Nagorno-Karabakh, sem que fossem relatadas vítimas.

A+ / A-

Forças da Arménia e do Azerbaijão disseram ter sofrido ataques na zona fronteiriça de Nagorno-Karabakh, com Erevan a anunciar a morte de um soldado e Baku a dizer que uma patrulha conjunta com militares russos foi atingida.

"No dia 02 de outubro, após disparos das forças armadas do Azerbaijão contra um veículo pertencente às forças armadas arménias que transportava equipamento para os soldados (...), houve um morto e dois feridos do lado arménio", anunciou o Ministério da Defesa da Arménia.

Por seu lado, o Ministério de Defesa da Rússia denunciou um ataque com armas leves contra uma patrulha conjunta das Forças de Paz russas e militares azeris em Nagorno-Karabakh, sem que fossem relatadas vítimas.

"Foi detetada uma violação do regime do cessar-fogo. Na cidade de Stepanakert franco atiradores desconhecidos atacaram uma patrulha conjunta russo-azeri", informou o Ministério russo, num comunicado.

"O comando do contingente de paz russo, em coordenação com a parte azeri, está a investigar este incidente", acrescenta o comunicado.

A Rússia informou ainda que, com os acordos alcançados entre as partes, no âmbito do cessar-fogo, as tropas da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh entregaram às forças russas diverso equipamento militar.

O contingente de paz russo tinha como missão era velar pelo respeito do cessar-fogo em Nagorno-Karabakh, na sequência da guerra de 2020.

Após a operação militar lançada pelo Azerbaijão no passado 19 de setembro, que conduziu à capitulação das forças separatistas, os militares russos dedicaram-se a fornecer ajuda humanitária à população da região, apoiando a evacuação de vilas e aldeias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+