A+ / A-

Israel bombardeia Faixa de Gaza pelo quinto dia consecutivo

27 set, 2023 - 00:23 • Lusa

Ataques acontecem em resposta a um novo dia de manifestações de palestinianos do enclave junto da vala de separação.

A+ / A-

O Exército israelita bombardeou, esta terça-feira, pelo quinto dia consecutivo diversas zonas da Faixa de Gaza, em resposta a um novo dia de manifestações de palestinianos do enclave junto da vala de separação.

"No decurso de um violento distúrbio na vala de segurança entre Israel e a Faixa de Gaza, um suspeito atirou um 'cocktail molotov' contra um posto militar das Forças de defesa de Israel (FDI) situado perto da vala de segurança, e que incendiou o posto militar", informou um porta-voz do Exército.

Em resposta, e de acordo com o comunicado militar, "um veículo aéreo não tripulado das FDI atacou um posto militar pertencente à organização terrorista Hamas que estava situado na zona de Rafah, perto de onde ocorreram os distúrbios".

Pouco depois, o Exército informou que tinha efetuado novos ataques contar alegados postos militares do Hamas, neste caso através de um tanque e um helicóptero. Os dois postos situam-se perto de locais onde se efetuaram os protestos.

O ministério da Saúde palestiniano informou que 11 pessoas ficaram feridas por disparos do Exército do Estado judaico durante as manifestações de hoje, mas não foram indicadas as vítimas dos bombardeamentos.

As forças israelitas presentes na zona fronteiriça utilizaram meios de dispersão anti-distúrbios e dispararam sobre as centenas de manifestantes em protesto.

Os incidentes desta terça-feira inserem-se nos confrontos que decorrem diariamente desde a passada sexta-feira, quando 31 palestinianos ficaram feridos por disparos do Exército israelita durante uma manifestação na fronteira.

Desde então, têm ocorrido diariamente bombardeamentos israelitas, que apenas terão provocado danos materiais.

Os protestos na vala de separação intensificaram-se nas duas últimas semanas, atingido uma mobilização que não se registava há mais de um ano.

Israel já anunciou um reforço das tropas ao longo da fronteira com Gaza e reforçou a divisão destacada na zona com mais um batalhão.

Os sucessivos governos israelitas impõem desse 2007 um férreo bloqueio sobre Gaza, quando o Hamas assumiu o poder no território em detrimento da Autoridade nacional palestiniana.

Desde então, as milícias palestinianas de Gaza enfrentaram Israel em quatro guerras e dezenas de escaladas militares. Em maio, no mais recente confronto, diversas forças palestinianas combaterem o Exército israelita num violento conflito que se prolongou por cinco dias com um balanço de 34 palestinianos mortos e dois solados israelitas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+