Tempo
|
A+ / A-

Ucrânia e Eslováquia criam mecanismo para exportação de cereais

21 set, 2023 - 15:15 • Lusa

Governo de Kiev compromete-se, de imediato, a retirar a sua queixa contra a Eslováquia perante a Organização Mundial do Comércio (OMC), bem como a proibição das importações de alimentos eslovacos para a Ucrânia, garantiu o Ministério eslovaco.

A+ / A-
A Eslováquia e a Ucrânia chegaram a um acordo sobre um mecanismo de emissão e controlo de licenças, para evitar o bloqueio à comercialização dos cereais ucranianos, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Agricultura eslovaco.

O ministro da Agricultura eslovaco, Josez Bires, acordou os termos do novo entendimento com o seu homólogo ucraniano, Mykola Solskyi, ficando estabelecido que, até que a eficácia do novo sistema seja demonstrada, a Eslováquia manterá a sua proibição unilateral de importação de sementes de milho, trigo, colza e girassol provenientes da Ucrânia até ao final de 2023.

O Governo de Kiev compromete-se, de imediato, a retirar a sua queixa contra a Eslováquia perante a Organização Mundial do Comércio (OMC), bem como a proibição das importações de alimentos eslovacos para a Ucrânia, garantiu o Ministério eslovaco.
"O ministro Solskyi prometeu que retirará a sua queixa a partir do mesmo dia, 20 de setembro (data da negociação entre os ministérios)", acrescentou o porta-voz do Governo eslovaco, Andrej Wallner.

A Ucrânia mantém uma disputa semelhante com a Polónia e com a Hungria, países que procuram proteger o seu setor agrícola com proibições unilaterais à passagem de cereais ucranianos através dos seus territórios, temendo que parte destas quotas permaneçam nos seus países e afetem os preços locais.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+