Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Kiev reclama "novos avanços" em Bakhmut

11 set, 2023 - 12:50 • Lusa

Autoridades ucranianas indicam que já reconquistaram cerca de 50 quilómetros quadrados na zona desde o início da contraofensiva.

A+ / A-

As autoridades da Ucrânia declararam esta segunda-feira "novos avanços" ocorridos nos últimos dias nos arredores da cidade de Bakhmut, acrescentando que desde o início da contraofensiva reconquistaram cerca de 50 quilómetros quadrados na zona.

A vice-ministra da Defesa ucraniana, Hanna Maliar, disse que as forças de Kiev "alcançaram alguns êxitos nas áreas de Klischivka e Andrivka", na região de Bakhmut, no leste da Ucrânia.

"Registaram-se alguns avanços. Durante a última semana libertámos dois quilómetros quadrados e durante a campanha ofensiva libertámos 49 quilómetros quadrados nos arredores de Bakhmut", disse Maliar, citada pela agência ucraniana Ukrinform.

As informações da governante não foram ainda confirmadas por jornalistas ou entidades independentes.

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, realizou no passado dia 05 de setembro uma visita à frente de batalha, nos arredores de Bakhmut, situada na província de Donetsk.

Trata-se de um dos principais pontos de combate entre as tropas de Kiev e as forças de Moscovo nos últimos meses.

A Rússia, que invadiu a Ucrânia em fevereiro do ano passado, conseguiu o controlo de Bakhmut após a presença de mercenários do grupo Wagner. Depois de abandonarem as suas posições, estes elementos transferiram o comando operacional às forças russas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+