Tempo
|
A+ / A-

Rússia. Testes genéticos confirmam morte de Prigozhin

27 ago, 2023 - 12:08 • Lusa

Chefe do grupo paramilitar Wagner, morreu mesmo na queda de um avião na quarta-feira.

A+ / A-

A morte do chefe do grupo paramilitar russo Wagner, Yevgeny Prigozhin, cujo avião caiu na quarta-feira na Rússia, foi confirmada por exames genéticos, anunciou hoje o Comité de Investigação Russo.

No final da "perícia genética molecular" foi apurado que as identidades das 10 vítimas, cujos corpos foram encontrados após a queda, "correspondem à lista" de passageiros e tripulantes do avião, indicou, num comunicado, o Comité, órgão responsável pelas principais investigações na Rússia.

Sem acrescentar mais detalhes, o Comité indicou que entre as vítimas estava Prigozhin.

Os investigadores não se pronunciaram sobre eventuais causas da queda do avião.

O jato particular que transportava Prigozhin e a sua guarda caiu no final da tarde de quarta-feira na região de Tver, a noroeste de Moscovo, levantando imediatamente suspeitas de um assassinato orquestrado pelo poder russo.

Em Washington, Paris, Berlim ou Kiev, altos funcionários deram a entender que as suas suspeitas recaíam diretamente sobre o Kremlin.

Por seu lado, o Kremlin negou ter ordenado o assassinato de Prigozhin, qualificando estas insinuações como "especulação".

[notícia atualizada às 16h08 de 27 de agosto de 2023]

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+