A+ / A-

CPLP. Presidente da Guiné-Bissau destaca importância da juventude

27 ago, 2023 - 17:03 • Lusa

O Presidente guineense acrescentou que teria sido "interessante" a realização prévia à cimeira de chefes de Estado e de Governo da CPLP, de "um encontro da juventude" da organização.

A+ / A-

O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, destacou hoje, na cimeira da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a importância da juventude, que definiu como "única e verdadeira portadora do futuro".

Referindo-se ao tema da cimeira, "Juventude e Sustentabilidade", Sissoco Embaló disse que "não há nenhuma sustentabilidade que resista à prova do tempo, enquanto empreendimento humano, se não contar com o suporte e mais ainda, com a apropriação por parte da própria juventude, até porque ela é a única verdadeira portadora do futuro".

Depois de salientar o quão jovem é a estrutura etária da Guiné-Bissau, onde, detalhou, "20% da população concentra-se na faixa dos 15 aos 24 anos e dos 15 aos 30 anos atinge quase 29%. Dos 15 aos 34 anos, eleva se 34% da população guineense", disse o chefe de Estado, concluindo que em África uma "dinâmica demográfica como a guineense está longe de representar uma exceção".

"Mas mesmo nos outros países, ou num quadro demográfico diferente, nas mesmas circunstâncias questionam a importância crucial da juventude na construção sustentada de um futuro melhor", frisou.

O Presidente guineense acrescentou que teria sido "interessante" a realização prévia à cimeira de chefes de Estado e de Governo da CPLP, de "um encontro da juventude" da organização.

"Um evento que trouxesse até nós o olhar jovem e a visão ambiciosa e inovadora de jovens empreendedores em setores cruciais para o nosso futuro", explicou.

Sissoco Embaló prosseguiu a defesa da importância da juventude salientando que "o programa de construção de um futuro de paz, prosperidade e a vida digna para os seus povos tem sido posto em termos de investimento prioritário na juventude para capitalizar o dividendo demográfico que ela representa".

"De facto, este é o caminho a seguir", apontou.

"Creio poder afirmar e anunciar que uma orientação política para a juventude, em prol da sustentabilidade, é marca da CPLP a ter em conta para o futuro", concluiu.

A Guiné-Bissau vai assumir a próxima presidência da CPLP, entre 2025 e 2027, sucedendo a São Tomé e Príncipe, que assumiu hoje a liderança da organização, anunciou hoje o Presidente da República de São Tomé, Carlos Vila Nova, na 14.º conferência de chefes de Estado e de Governo, sob o lema "Juventude e Sustentabilidade".

 .

EL (PJA) // VM.

Lusa/Fim.

Tópicos
Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+