A+ / A-

Incêndio em navio de carga faz um morto ao largo da Holanda

26 jul, 2023 - 15:09 • Reuters

Navio transportava quase 3 mil carros, 25 deles elétricos. Guarda Costeira acredita que fogo teve origem num deles.

A+ / A-

Uma pessoa morreu e várias ficaram feridas na sequência de um incêndio que deflagrou a bordo de um navio de carga ao largo dos Países Baixos.

Vários tripulantes do navio saltaram da embarcação para fugirem às chamas, adiantou esta quarta-feira a Guarda Costeira holandesa.

O navio Fremantle Highway, registado no Panamá, transporte 2.857 automóveis da Alemanha para o Egito, 25 deles elétricos.

Suspeita-se que um desses carros elétricos terá estado na origem do fogo, adiantou o porta-voz da Guarda Costeira.

A embarcação de 199 metros, que partiu do porto alemão de Bermenhaven rumo ao Egito, já foi retirado das faixas de navegação, mas continua a arder no mar, noticiou a emissora holandesa NOS.

Segundo informações adiantadas num comunicado na noite de terça-feira, o incêndio deflagrou cerca de 27 quilómetros a norte da ilha holandesa de Ameland, com 23 tripulantes a bordo. A tripulação ainda tentou apagar as chamas, mas sem sucesso.

Os feridos foram transportados de helicóptero para unidades hospitalares no continente. Segundo a Guarda Costeira, alguns estão a receber tratamento para inalação de fumos e outros ficaram feridos durante a evacuação do navio.

Um porta-voz da Shoei Kisen Kaisha, empresa japonesa que gere a Fremantle Highway, não respondeu aos pedidos de comentário.

Este é o segundo incêndio esta natureza num navio de carga em poucas semanas. No início de julho, dois bombeiros do estado norte-americano de Nova Jérsia morreram e cinco ficaram feridos durante o combate às chamas num navio de carga que transportava centenas de veículos.

Já em fevereiro do ano passado, um caso semelhante ocorreu ao largo dos Açores, com um incêndio a destruir milhares de carros de luxo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+