Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

UE renova sanções à Rússia até ao final de janeiro de 2024

20 jul, 2023 - 15:31 • Redação

Desde fevereiro de 2022, a UE já adotou 11 pacotes de sanções "sem precedentes" em resposta à invasão da Ucrânia.

A+ / A-

A União Europeia (UE) aprovou esta quinta-feira o alargamento das sanções impostas à Rússia na sequência da invasão da Ucrânia até 31 de janeiro de 2024.

A decisão foi anunciada pelo Conselho Europeu num comunicado em que avança a renovação das "medidas de restrição contra setores específicos da economia da Federação Russa" por mais seis meses.

"Estas sanções, inicialmente introduzidas em 2014 em resposta às ações desestabilizadoras da Rússia na Ucrânia [anexação da Crimeia], foram significativamente alargadas desde fevereiro de 2022, em resposta à agressão militar injustificada e sem provocação contra a Ucrânia."

As sanções atualmente em vigor consistem numa série de medidas sectoriais e incluem restrições ao comércio, finanças, tecnologia, indústria, transportes e bens de luxo.

Para além disso, também abarcam a importação ou transferência de petróleo bruto marítimo e certos produtos petrolíferos da Rússia para a UE e excluem os bancos russos do sistema SWIFT, para além da suspensão de atividades de radiodifusão e licenças de media de vários meios de comunicação com ligações ao Kremlin.

Desde fevereiro de 2022, a UE já adotou 11 pacotes de sanções "sem precedentes" em resposta à guerra na Ucrânia, indica o Conselho no mesmo comunicado.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+