Tempo
|
A+ / A-

Kremlin

Manter exportações de cereais sem a Rússia é “risco de segurança”

18 jul, 2023 - 13:03 • Lusa

“Enviei cartas oficiais ao Presidente da Turquia e a António Guterres com a proposta de continuar a Iniciativa dos Cereais do Mar Negro”, repete Presidente da Ucrânia.

A+ / A-

A presidência russa (Kremlin) avisou esta terça-feira que continuar o escoamento de cereais ucranianos pelo Mar Negro sem acordo da Rússia implica "riscos de segurança" os os envolvidos, horas depois de expirar a iniciativa de exportação.

"É uma questão que deve ser discutida pelos nossos militares, porque é uma área próxima da zona de combate e, sem as devidas garantias, surgem certos riscos”, afirmou Dmitri Peskov ao ser questionado sobre a possibilidade de o acordo prosseguir sem a participação russa, como pretende a Ucrânia.

Peskov acrescentou que, se algo for feito sem a Rússia, “esses riscos devem ser levados em consideração”.

“E aqui não podemos dizer que países e até que ponto estes estariam dispostos a correr esses riscos”, adiantou.

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu esta segunda-feira à ONU e à Turquia que prorroguem, sem a Rússia, a iniciativa que permite a exportação de cereais ucranianos a partir do Mar Negro, depois de o Kremlin ter anunciado a suspensão deste mesmo acordo na segunda-feira.

“Enviei cartas oficiais ao Presidente da Turquia [Recep Tayyip Erdogan] e ao secretário-geral da ONU, António Guterres, com a proposta de continuar a Iniciativa dos Cereais do Mar Negro ou seu equivalente em formato trilateral”, disse Zelensky.

Segundo o Presidente, a Ucrânia, a ONU e a Turquia “podem garantir em conjunto a funcionalidade do corredor de alimentos e a fiscalização dos navios”, que até segunda-feira permitiu a exportação de cereais a partir dos portos ucranianos.

O Kremlin disse na segunda-feira que “assim que a parte que se refere à Rússia” nos acordos for cumprida, os russos imediatamente voltarão a implementar o pacto.

Também hoje, Dmitri Pesko???????v reiterou a disposição da Rússia de fornecer cereais gratuitamente aos países africanos.

“Infelizmente, estamos a falar de quantidades muito pequenas, porque os países mais pobres de África receberam menos cereais do que todos” os outros no âmbito da iniciativa do Mar Negro, alegou.

Peskov acusou também a Ucrânia de utilizar para fins militares o corredor marítimo destinado à exportação de cereais ucranianos, o que Kiev desmente.

As informações de ambas as partes não puderam ser verificadas de forma independente.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    18 jul, 2023 Lisboa 13:02
    Infelizmente o Ocidente está cheio de "líderes de cartão", que para cada frase vinda da Rússia, são dúzias de reuniões a tentar saber o que é que "os russos querem dizer com aquilo", enquanto na Rússia o que diz o Ocidente é usado na retrete como papel higiénico. Eu dava aos russos as ameaças, dava... Era pôr esquadrilhas de caças e de bombardeiros com misseis anti-navio, próximos do setor, e enviar uma esquadra NATO para proteger esses mercantes, com instruções para resistir a qualquer interseção e tentativa de abordagem. O sorriso deste avatar ia logo pelo cano abaixo.

Destaques V+