Tempo
|
A+ / A-

Rússia e Ucrânia alertam para possíveis ataques a central de Zaporíjia

04 jul, 2023 - 23:18 • LUSA

O Exército ucraniano alertou para "a possível preparação de uma provocação no território da central de Zaporíjia num futuro próximo".

A+ / A-

A Ucrânia acusou, esta terça-feira, a Rússia de preparar uma "provocação" na central nuclear de Zaporíjia (sul), ocupada por tropas russas, enquanto a Rússia afirma, por seu lado, que Kiev prepara um ataque a esta unidade.

O Exército ucraniano alertou para "a possível preparação de uma provocação no território da central de Zaporijia num futuro próximo".

A instituição militar afirma que "objetos semelhantes a artefactos explosivos foram colocados no teto externo dos reatores 3 e 4".

"A sua detonação não deve danificar os geradores, mas dar a impressão de bombardeamentos do lado ucraniano", segundo o Exército, avisando que Moscovo "usará a desinformação sobre este assunto".

Em Moscovo, um assessor do grupo nuclear russo Rosatom, Renat Karchaa, acusou, por sua vez, Kiev de preparar um ataque à central.

"Hoje recebemos informações que estou autorizado a revelar. A 5 de julho, durante a noite, em completa escuridão, o Exército ucraniano tentará atacar a central nuclear de Zaporijia", disse Karchaa à televisão russa.

De acordo com o assessor da Rosatom, Kiev planeia usar "armas de precisão de longo alcance" e 'drones'.

Caindo nas mãos do Exército de Moscovo a 4 de março de 2022, logo a seguir ao início da invasão russa,a maior central de energia atómica da Europa foi alvo de vários ataques, que ambas as partes negam a autoria, e teve a rede elétrica cortada em várias ocasiões.

De acordo com Kiev, a Rússia colocou tropas e armas no seu complexo.

A destruição em maio da barragem de Kakhovka, localizada na zona sul ocupada pela Rússia, levantou preocupações sobre a sustentabilidade da bacia do rio Dnieper, usada para arrefecer os seis reatores da central.

A 22 de junho, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, acusou a Rússia de planear um "ataque terrorista" envolvendo uma fuga de radiação na central de Zaporijia, uma acusação imediatamente descartada e descrita como uma mentira pelo Kremlin.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+