A+ / A-

Prigozhin diz que não quis derrubar Putin

26 jun, 2023 - 16:16 • Ricardo Vieira, com agências

Líder do grupo Wagner quebra silêncio após rebelião. Yevgeny Prigozhin afirma que não assinou nenhum acordo com o Kremlin.

A+ / A-
"Não tínhamos o objetivo derrubar o regime", diz Yevgeny Prigozhin

O líder do grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, garante que não marchou para Moscovo para derrubar a liderança da Rússia.

Prigozhin quebrou esta segunda-feira o silêncio, numa mensagem áudio de 11 minutos, depois da rebelião do último fim de semana.

O líder do grupo Wagner afirma que: "nós não marchámos para derrubar a liderança russa".

O objetivo foi "evitar a destruição do grupo Wagner e responsabilizar os oficiais que, através do seu comportamento incompetente cometeram vários erros", declarou.

24 horas, 900 quilómetros: a rebelião que quase chegou a Moscovo
24 horas, 900 quilómetros: a rebelião que quase chegou a Moscovo

Yevgeny Prigozhin adianta que o “grupo Wagner não aceitou assinar contrato” com o Kremlin, após a rebelião de sexta-feira que terminou no sábado.

O líder do grupo de mercenários lamenta a destruição de aeronaves da força aérea russa e diz que decidiram recuar quando estavam a 200 quilómetros de Moscovo para "evitar o derramamento de sangue de soldados russos".

O antigo aliado de Putin refere que a marcha do grupo Wagner até Moscovo expôs um "problema grave" de segurança na Rússia.

Yevgeny Prigozhin não refere o seu paradeiro na mensagem áudio divulgada esta segunda-feira. Após o fim da rebelião, foi adiantado que o líder do grupo Wagner iria para a Bielorrússia.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+