Tempo
|
A+ / A-

Palestiniano morto em posto de controlo militar israelita na Cisjordânia

24 jun, 2023 - 23:22 • Lusa

O atirador palestiniano aproximou-se das tropas israelitas estacionadas no posto de controlo de Qalandiya, nos arredores de Jerusalém, de manhã cedo, e abriu fogo com uma espingarda M16, segundo a polícia israelita.

A+ / A-

Um palestiniano foi este sábado baleado e morto, depois de ter aberto fogo contra um posto de controlo militar israelita na Cisjordânia, informou a polícia israelita.

O atirador palestiniano aproximou-se das tropas israelitas estacionadas no posto de controlo de Qalandiya, nos arredores de Jerusalém, de manhã cedo, e abriu fogo com uma espingarda M16, segundo a polícia israelita.

As forças de segurança israelitas disseram que ripostaram, matando o presumível agressor.

De acordo com o serviço de salvamento israelita, dois guardas de segurança na casa dos 20 anos foram hospitalizados com ferimentos ligeiros - pelo menos um devido a fragmentos de bala.

Não foi revelada de imediato a identidade do agressor.

Mais tarde, os residentes da aldeia palestiniana de Umm Safa disseram que pelo menos 50 colonos israelitas armados com espingardas e líquidos inflamáveis invadiram as ruas e tentaram incendiar pelo menos cinco casas com pessoas no interior.

As equipas de salvamento palestinianas disseram que evacuaram crianças pequenas que estavam a sufocar e presas dentro de uma casa em chamas.

Alguns colonos também abriram fogo contra civis e médicos.

Uma estação local, a Palestine TV, disse que os colonos dispararam contra Mohammed Radi, o seu correspondente que cobria os ataques, partindo a sua câmara.

O Crescente Vermelho Palestiniano disse que um dos seus médicos foi ferido por tiros.

Outros dois médicos ficaram feridos quando os colonos atiraram uma grande pedra contra o para-brisas de uma ambulância.

Os colonos israelitas também dispararam e mataram um cavalo, disse o residente Ibrahim Ebiat, citado pela AP.

Jovens palestinianos atiraram pedras contra as forças de segurança israelitas, que em resposta abriram fogo e lançaram gás lacrimogéneo, segundo relatos citados pela AP.

Os acontecimentos encerraram uma semana sangrenta na Cisjordânia que causou a morte de 16 palestinianos e quatro israelitas.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+