A+ / A-

GNR participa no resgate de 82 migrantes em Itália

18 jun, 2023 - 15:50 • Lusa

Ação decorreu na noite deste sábado para domingo ao largo de Crotone, no âmbito de uma operação conjunta da Frontex.

A+ / A-

A GNR indicou este domingo que participou, em Itália, no resgate de 82 migrantes, em conjunto com a guarda costeira italiana, no âmbito da missão que está a realizar integrada na agência europeia de controlo de fronteiras Frontex.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana (GNR) refere que os militares da Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras (UCCF) com a lancha de patrulhamento costeiro Bojador integraram, na madrugada de sábado, ao largo de Crotone, em Itália, numa operação de busca e salvamento de 82 migrantes, numa missão coordenada pela guarda costeira italiana no âmbito da operação conjunta da Frontex.

Segundo a corporação, a lancha da GNR foi acionada, cerca das 20h58 de sábado, após o alerta das autoridades italianas para um veleiro suspeito de transportar migrantes a bordo.

A GNR dá conta de que, às 4h30 deste domingo, foi detetada a embarcação e, cerca das 5h00, foi iniciado o transbordo dos migrantes para bordo da embarcação da guarda costeira italiana, enquanto a lancha portuguesa, em conjunto com um navio mercante, auxiliou na tentativa de garantir a proteção no decorrer das manobras de resgate dada a forte agitação marítima que se fazia sentir.

Aquela força de segurança indicou ainda que a operação terminou às 12h10 com a chegada em segurança ao Porto de Rocella Jónica.

A Guarda Nacional Republicana, através da Unidade de Controlo Costeiro e de Fronteiras e da lancha de patrulhamento costeiro Bojador, participa desde março na operação conjunta “THEMIS 2023” - Itália, da Frontex, no âmbito da coordenação operacional nas fronteiras externas da União Europeia, para controlar os fluxos de migração e impedir a criminalidade transfronteiriça, que decorrerá até 12 de julho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+