Tempo
|
A+ / A-

Guerra na Ucrânia

Rússia anuncia eleições em territórios da Ucrânia ocupados

15 jun, 2023 - 15:51 • Lusa

Quase um ano e meio depois da invasão, Moscovo controla cerca de 17% do território ucraniano, incluindo a Crimeia, uma península que anexou em 2014.

A+ / A-

A comissão eleitoral russa anunciou esta quinta-feira a realização de eleições locais a 10 de setembro nos territórios ocupados pela Rússia na Ucrânia e declarados como anexados em setembro de 2022.

Segundo a comissão, o objetivo das eleições é eleger assembleias regionais e conselhos municipais, numa altura em que os combates estão a decorrer nas regiões de Lugansk e Donetsk, no leste, e Zaporijia e Kherson, no sul.

Os combates continuam a decorrer nessas regiões e a Ucrânia está atualmente a conduzir uma contraofensiva destinada a libertá-las.

Quase um ano e meio depois de ter lançado a ofensiva contra a Ucrânia, a 24 de fevereiro de 2022, a Rússia controla cerca de 17% do território ucraniano, incluindo a Crimeia, uma península anexada em 2014.

O Presidente russo, Vladimir Putin, reivindicou a anexação das regiões de Kherson, Zaporijia, Lugansk e Donetsk em setembro passado, depois de realizar pseudo-referendos nas regiões, apesar dos combates e das críticas quase unânimes da comunidade internacional.

Putin apresenta estas regiões como terras historicamente russas e afirma que Kiev terá de aceitar cedê-las para alcançar a paz.

A Ucrânia exclui qualquer compromisso relativamente à sua integridade territorial.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    15 jun, 2023 Lisboa 15:17
    Putin é mesmo obstinado: contra a opinião Mundial - os fantoches controlados ou dependentes de Moscovo não contam - declarou unilateralmente a anexação de 4 territórios Ucranianos onde até decorrem batalhas, e cujo território controlado militarmente pela Rússia, diminui todos os meses - já chegou a ser 25% da Ucrânia, agora é 17% e está a diminuir. Agora quer "eleições" em territórios que não lhe pertencem e cuja posse militar está a perder diariamente - se calhar também quereria "eleições em Lisboa" para decidir se corríamos com a NATO ou não... Depois insiste que "só cedências territoriais" por parte da Ucrânia permitirão alcançar a "Paz" - não sei que "paz" é essa, deve ser a "Paz de Moscovo" que significa uma paragem na guerra para retomar forças e depois invadir outra vez - quando a Ucrânia já fez saber que nem 1 m2 de território está disposta a ceder. Está visto que a Guerra está para durar.

Destaques V+