Emissão Renascença | Ouvir Online
A+ / A-

Ucrânia. Ataques russos fazem cinco feridos em Kiev

08 mai, 2023 - 02:44 • Marisa Gonçalves com agências

As forças de Moscovo lançaram uma nova vaga de ataques, ao início desta segunda-feira.

A+ / A-

Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas, esta madrugada, na região de Kiev, após novos ataques russos.

A informação é avançada pelo autarca da cidade Vitali Klitschko, através da sua conta de Telegram.

O autarca de Kiev especifica que três pessoas ficaram feridas na sequência de explosões no distrito de Solomyanskyi, em Kiev, e outras duas ficaram feridas quando destroços de drones caíram no distrito de Sviatoshyn, ambos a oeste do centro da capital.

Vitali Klitschko adianta também que, no distrito central de Shevchenkivskyi, em Kiev, destroços de drones pareciam ter atingido um prédio de dois andares, causando danos, embora sem indicação, por enquanto, de eventuais vítimas.

A agência Reuters cita testemunhas que asseguram ter ouvido várias explosões, na capital ucraniana.

A região de Odessa foi também atingida por mísseis russos que terão danificado infraestruturas locais e provocado incêndios. Não há indicação de vítimas, por enquanto.

De acordo com a agência russa TASS, na noite de domingo, o grupo paramilitar Wagner, liderado por Yevgueni Prigozhin, garantia um avanço das suas unidades de combate.

“Hoje, o avanço das unidades Wagner totalizou 280 metros em várias direções. O inimigo ainda controla 2,37 quilómetros quadrados", de acordo com as informações do serviço de imprensa de Prigozhin, na conta oficial de Telegram.

“Estamos a avançar e à espera de munições”, acrescenta-se.

O chefe do grupo paramilitar russo Wagner tinha anteriormente referido que o Ministério da Defesa da Rússia prometeu mais armas e munições para continuar o ataque à cidade ucraniana de Bakhmut, depois de o líder da companhia militar privada ter feito duras críticas ao Exército russo e de ter ameaçado retirar os seus mercenários daquela cidade.

Os novos ataques russos acontecem na véspera do Dia da Vitória, que se comemora na Rússia esta terça-feira, e que visa assinalar a capitulação da Alemanha nazi frente às tropas aliadas em 1945, pondo fim à Segunda Guerra Mundial.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+